Japão combate a solidão dos idosos, causada pela pandemia, através da tecnologia

Numa altura em que a aproximação física entre as pessoas se torna cada vez mais difícil devido ao Covid-19, o Japão aposta na tecnologia com o objetivo de melhorar comunicação entre os idosos prevenindo, simultaneamente, o aparecimento de eventuais problemas de saúde mental na população. Muitos idosos que viviam sozinhos ou em lares não puderam receber a visita de familiares e amigos devido à pandemia de Covid-19. Por esse motivo, o município de Shizuoka decidiu lançar uma experiência com o robô Papero.
“Quando acordo de manhã, o facto de ter o Papero perto de mim, faz-me falar com naturalidade. Tenho a sensação de começar o dia com uma conversa, o que atenua o peso da solidão”, contou Natsume Emiko, uma pessoa idosa que reside em Fujieda.A sua função de reconhecimento de voz baseada na Inteligência Artificial, faz com que o pequeno robô ajude as pessoas idosas a conversarem, mantendo-as, simultaneamente, em estreita ligação com a família e os amigos graças à troca de mensagens ou fotografias. O robô pode ainda ser usado para monitorizar a saúde do utilizador. De referir que Fujieda foi uma das primeiras cidades do Japão a recorrer ao robô durante o pico da pandemia.
“O robô Papero pode tirar fotos e enviá-las aos familiares que moram longe. Uma vez o robô enviou uma fotografia de uma idosa que desmaiou. A família ligou imediatamente e descobriu-se que ela tinha uma fratura e não conseguia mexer-se. Graças ao PaPeRo eles ficaram a saber que havia uma situação de emergência e chamaram os médicos”, afirmou Makita Tsuyoshi, responsável do munícipio de Fujieda. A empresa japonesa que concebeu o robô considera que a tecnologia pode ajudar os humanos a melhorarem a comunicação humana.
Segundo o criador do robot, Matsuda Tsuguhiro, da empresa Nec Corporation. “Comecei a desenvolver o Papero porque a minha mãe morava longe e eu queria encontrar uma forma de cuidar dela. É triste viver sozinho. As pessoas querem ter alguém com quem conversar. As pessoas usam a função conversação do robô 15 vezes por dia, em média, e nalguns casos mais de 50 vezes”.
Pequenos passos que ajudarão a humanidade a encontrar, cada vez mais, diferentes formas de comunicar e combater a solidão.

Veja como funciona o robot Papero: https://pt.euronews.com/2021/01/04/o-japao-usa-a-tecnologia-para-atenuar-a-solidao-causada-pela-pandemia

Fonte: Euronews