pessoas com mais de 100 anos

Japão tem 86 mil pessoas com mais de 100 anos

O número de pessoas centenárias no Japão tem crescido de forma significativa nas últimas cinco décadas.

O número de pessoas centenárias no Japão tem crescido de forma significativa nas últimas cinco décadas. Em 1963, quando se realizou o primeiro estudo, os japoneses com mais de 100 anos eram apenas 153. O Japão tem, neste momento, cerca de 86.510 pessoas com idade igual ou superior a 100 anos. Este é um novo recorde, segundo dados divulgados pelo próprio Ministério da Saúde japonês. Os números, revelados, a propósito do Dia do Respeito pelos Idosos, que se assinala na próxima segunda-feira, representam um aumento de 6.060 pessoas em relação ao ano anterior, de acordo com a informação fornecida pelo Ministério, citada pela agência Efe. De realçar que as mulheres continuam a ser a esmagadora maioria das pessoas que ultrapassam os cem anos de idade. Os homens com idade igual ou superior a cem anos ultrapassaram pela primeira vez os dez mil, com um total de 10.060, um aumento de 585 indivíduos em relação a 2020. O número de pessoas com mais de 100 anos, no Japão, pode ser explicado, essencialmente, pelo desenvolvimento das tecnologias, bem como dos tratamentos médicos.

A japonesa Kane Tanaka, com 118 anos, (a mulher mais velha do país), tendo sido reconhecida como a pessoa mais velha do mundo pela associação norte-americana Gerontology Research Group (GRG). Já o homem mais velho é Mikizo Ueda, com 111 anos. O envelhecimento da população é um dos grandes desafios para o Japão, com uma taxa de natalidade a decrescer constantemente, aumentando as preocupações sobre as perspetivas económicas e a mão-de-obra do país.