Gomásio

Gomásio, uma boa alternativa ao sal

Um must have para quem quer reduzir a ingestão de sódio

O sal é um mineral constituído por dois elementos: o sódio e o cloro.
O sódio é um nutriente essencial ao nosso organismo contudo, quando consumido em excesso, comporta sérios riscos para a saúde, estando diretamente relacionado com o aumento da pressão arterial (PA). Cerca de 10% do sódio ingerido tem origem no conteúdo natural dos alimentos e o restante é proveniente da adição do mesmo, durante o fabrico de alimentos processados ou aquando da sua confeção.

Por dia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de 5g de sal para um adulto (o que corresponde a 2 g de sódio) e 3 g diárias para as crianças. Neste valor já está incluído não só o sal acrescentado aos alimentos, como o que faz parte da sua composição, na totalidade de todas as refeições realizadas ao longo de um dia. Em média, os portugueses consomem mais do dobro.

Existem diversas formas de reduzir significativamente a ingestão de sal ao optar por alternativas ao mesmo.
O gomásio é apresentado como uma alternativa que além de muito eficaz aporta também uma série de benefícios nutricionais.

É preparado a partir de sementes de sésamo tostadas e moídas com sal (em pequenas proporções), por isso é um excelente substituto do sal. É uma combinação perfeita, pois o sésamo – cujo óleo é rico em ácidos gordos não saturados, em aminoácidos essenciais e em lecitina – fortifica o sistema nervoso e neutraliza a acidez, enquanto o sal estimula todo o metabolismo.
A utilização regular de gomásio permite reduzir os níveis de sódio ao mesmo tempo que aumenta os níveis de cálcio, ferro, magnésio, proteína e fibra, antixoxidantes, ácido fólico, potássio…

Propriedades:

  • ajuda a digestão (facilita a secreção dos sucos gástricos e regula o intestino, actuando como um laxante suave);
  • neutraliza a acidez do sangue;
  • fortalece os sistemas nervoso e imunológico, ajudando na prevenção de doenças;
  • aconselhável para dores estomacais e intestinais e menstruação irregular;
  • favorece a produção de leite;
  • alivia o cansaço;
  • permite uma boa circulação sanguínea;
    constitui um excelente suplemento proteico: possui cerca de 15 aminoácidos.

Ingredientes:

  • 4 colheres de sopa de sementes de sésamo (com casca, para permitir uma maior assimilação do cálcio quando as sementes forem torradas)
  • 1 colher de chá de sal marinho (integral)
  • Resultado: ¼ de chávena
  1. Torre as sementes de sésamo numa frigideira seca em lume brando, remexendo-as de vez em quando. Também podem ser torradas no forno. Ter cuidado para não as deixar queimar. Coloque as sementes num prato para que arrefeçam.
  2. Torre o sal marinho na mesma frigideira durante alguns minutos e, em seguida, coloque-o noutro prato para que arrefeça igualmente.
  3. Coloque as sementes num almofariz e esmague-as suavemente com a ajuda de um pilão (pode utilizar igualmente um moinho de café). Adicione o sal e continue a esmagar a mistura até que o óleo das sementes cubra o sal.
  4. Guarde no frigorífico ou em local fresco e utilize sempre que necessário.