10 jogos engraçados para os avós partilharem com os netos

10 jogos engraçados para os avós partilharem com os netos

A pensar nos avós e nos netos, juntámos algumas ideias de jogos que podem fazer juntos, mesmo enquanto estão separados pela distância física.

Se uma coisa a situação pandémica que estamos a atravessar nos ensinou foi que a solidão e a saudade podem ser tão dolorosas como a doença.
O ano passado foi um verdadeiro desafio: avós e netos, que em alguns casos costumavam ver-se todos os dias, foram separados pela necessidade de proteger a sua saúde.
A pensar nos avós e nos netos, juntámos algumas ideias de jogos que podem fazer juntos, mesmo enquanto estão separados pela distância física.


Avós com acesso a computador, tablet ou smartphone

Para estes avós as sugestões são imensas. Estas são só uma pequena amostra.


Leitura de Lábios

Quem já jogou Party&Company sabe que este é um dos desafios mais difíceis e engraçados de sempre! As regras são simples: numa chamada de vídeo, um dos jogadores desliga o seu microfone e diz uma palavra ou frase. A pessoa que está do outro lado tem de tentar adivinhar o que foi dito a partir do movimento dos lábios. Podem repetir a fala as vezes que quiserem, mas não vale fazer gestos.


UNO

Um bom jogo de UNO é a resposta para todos os momentos de tédio em família. Durante as videochamadas, podem aceder todos ao site Uno Freak ou instalar a app oficial UNO! nos vossos dispositivos para que possam jogar juntos.


Xadrez

Poucas pessoas terão tanta paciência para ensinar o xadrez aos netos como os avós. Felizmente, existem várias opções para que possam descobrir este jogo clássico de estratégia juntos. Com um registo gratuito no site Chess.com terão acesso a dicas e tutoriais para que possam aprender a jogar juntos. O site possibilita vários estilos de jogo que vale a pena explorar para uma experiência mais diversificada.


Pictionary

O preferido de muitas crianças pode ser jogado online de vários formas: em videochamada, mostrando as várias etapas do desenho no papel e desafiando os outros a adivinhar o que é; ou online, através do site Skribbl.


Avós que tem acesso a um telefone

Não se iluda, lá por não ter acesso à Internet mesmo assim há muitas maneiras de transformar um simples telefonema numa momento divertido e enriquecedor. Deixamos-lhe aqui 4 sugestões.


20 perguntas

Também conhecido como “Adivinha Quem”, este jogo é muito simples. O jogador tem de adivinhar quem é a personagem através de 20 perguntas que podem ser respondidas com SIM ou NÃO até descobrir qual é a personagem antes de esgotar as 20 perguntas.


Batalha naval

Um autêntico clássico, a batalha naval é o jogo preferido de muitos miúdos e graúdos e tem a vantagem de poder ser jogada presencialmente, online ou até por telefone – só precisamos de uma grelha para colocar os nossos barcos e de transmitir os tiros ao nosso adversário.


Duas verdades e uma mentira

Um jogador faz três afirmações sobre si, duas são verdadeiras e a terceira é mentira. A outra pessoa tem de adivinhar qual é a falsa.


Isto ou aquilo?

Um jogo de escolhas em que os jogadores colocam ao outro duas opções e ele tem de escolher aquela que prefere (e explicar porquê,). As perguntas podem ser super variadas, desde “Gostavas de ser uma ave ou um peixe? Porquê?” A imaginação não tem limites.


2 ideias para jogar por correio com os avós

Esta pode ser uma ideia muito interessante principalmente para os netos mais pequenos que nunca enviaram nem receberam cartas. Com estes jogos, a nostalgia dos mais velhos e a descoberta dos mais novos dão as mãos para criar memórias inesquecíveis.
Outra grande vantagem dos jogos por correio é que as cartas, escritas à mão, são recordações únicas e muito especiais que poderão guardar para sempre e revisitar com carinho e saudade.


Como foi o teu dia?

Uma pergunta simples mas que assenta na partilha de novidades e rotinas entre os avós os netos. Ambos ficarão a conhecer-se muito melhor e podem usar as cartas como uma espécie de diário interativo.
Para manter a conversa acesa todas as cartas devem ter pelo menos 3 perguntas para a outra pessoa.
Com este jogo avós e netos vão aprender a ver o mundo e as experiências pelos olhos do outro.


Amigo inventado

A ideia é que cada um invente uma personagem que seja o mais engraçada possível. Avós e netos interpretam o papel que escolheram através das cartas e sem nunca desmanchar, da introdução à assinatura. Estas duas personagens vão trocar cartas entre si, criando uma amizade (ou inimizade!) fictícia muito especial.
Para manter a fluidez da conversa, cada carta deve conter pelo menos um problema ou pergunta que precise de resposta pelo outro interveniente. Podem enviar também desenhos, fotos em que se mascaram como a personagem, etc.
Com este jogo vai estimular a criatividade, memória e a capacidade linguística.