jogador de ténis de 97 anos

O jogador de ténis mais velho do mundo tem 97 anos e ainda joga

Leonid Stanislavskyi é um jogador de ténis amador ucraniano. Tinha 30 anos quando foi introduzido no ténis por um colega então campeão sovético de ginástica.
Desde então treina três vezes por semana e assim mais de meio século se passou.

O jogador de ténis que atribui o segredo da sua longevidade a uma mistura de bons genes e fazer desporto de forma regular, já participou em campeonatos mundiais e europeus para seniores e apesar da sua idade avançada nada o impediu de  ultrapassar adversários mais jovens embora não se mexa tão rápido no campo como outrora.

“É um tipo de desporto elegante. É um bom exercício físico. É um belo jogo. E há mais uma coisa sobre o ténis: pode-se jogar independentemente da idade”, afirmou à Reuters.

Stanislavskyi já deixou-a a sua marca no livro do Guiness como o jogador de ténis mais velho do mundo.

Pela primeira vez, a Federação Internacional de Ténis introduziu uma faixa etária para maiores de 90 anos no torneio de 2021, depois de Stanislavskyi ter enviado um pedido escrito à federação pedindo que a nova categoria fosse acrescentada. Assim, este jogador de ténis tem treinado com os olhos postos no Campeonato Mundial de Super Seniores de 2021, que se realiza em Outubro em Maiorca, Espanha. 

“Quando tinha 95 anos, sentia-me muito melhor do que agora”, diz Stanislavskyi, que se mexe ao seu próprio ritmo, tentando devolver cada jogada. “É mesmo difícil andar quando se tem 97 anos de idade.”

“As pessoas com menos de 70 anos dizem: ‘Graças a Deus que vivi mais um ano’. As pessoas entre 70 e 90 dizem: ‘Graças a Deus que vivi mais um mês’. Eu conto todos os dias e digo: ‘Graças a Deus que vivi mais um dia’”, graceja..

Mas ténis não é o único desporto que pratica, todos os dias começa o seu dia com ginástica e uma série de flexões. Para além do ténis, Stanislavskyi é um fã apaixonado de natação e de esqui e sonha saltar de pára-quedas.

E planos para o futuro? Diz que o seu objectivo é viver até aos 100 anos de idade e enfrentar o suíço Roger Federer, recordista de títulos de Grand Slam (em igualdade com Rafael Nadal desde 2019).