Artrite Reumatoide

Viver com a Artrite Reumatoide

De causa desconhecida, a artrite reumatoide é uma doença reumática inflamatória.

É uma doença autoimune que atinge 3 vezes mais mulheres do que homens. Segundo o Instituto Português de Reumatologia (IPR), estima-se que a Artrite Reumatoide (AR) afete cerca de 50 a 60 mil portugueses.
No sexo feminino surge, geralmente, entre os 30 e os 60 anos, sendo o seu pico de incidência na menopausa. No masculino, tende a revelar-se mais tarde. Contudo, a AR pode aparecer em qualquer idade. Conheça melhor a doença e as estratégias para viver com ela.

O que é?

O que causa a artrite reumatoide?

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória, autoimune, crónica, ou seja, para o resto da vida.
Segundo a Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), caracteriza-se pela “inflamação das articulações e pode conduzir à destruição do tecido articular e periarticular”.

As suas causas são ainda desconhecidas. Por se tratar de uma doença autoimune, sabe-se, à partida, que algo não funciona devidamente no sistema imunitário do doente.
Contudo, a “causa dessa desregulação do sistema imunitário que acontece na AR é desconhecida”, explica a SPR. Alguns estudos sugerem que a doença seja causada pela interação de fatores de risco associados à predisposição genética.

Os sintomas

Os sintomas da artrite reumatoide variam de pessoa para pessoa.
Em algumas pessoas os sintomas podem ser ligeiros, durar meses e desaparecer sem deixar impacto; noutras, podem ser moderados com crises de agravamento ocasional. Outras ainda “sentem a doença como sendo grave, com crises frequentes”, refere o IPR.

Os sintomas da AR podem incluir:
articulações quentes, inchadas e com dor
rigidez articular, geralmente mais acentuada durante as manhãs e após períodos sem grande atividade
fadiga, febre e perda de peso.

Geralmente, a artrite reumatoide afeta em primeiro lugar as pequenas articulações das mãos e dos pés (mais de 4 articulações inchadas e dolorosas, nos dois lados do corpo).
“À medida que a doença progride, mais articulações podem inflamar, incluindo ombros, cotovelos, ancas e joelhos”, avança a SPR.

Existe tratamento para a artrite reumatoide?

Sendo uma doença crónica, a artrite reumatoide não tem cura. Mas, quando eficazmente tratada, é possível viver de forma funcional com ela.
Nos últimos anos, no entanto, houve uma melhoria substancial no tratamento desta doença.
“Por um lado, verificou-se uma melhoria nas estratégias de tratamento com uso eficaz dos medicamentos modificadores de doença já existentes; por outro, surgiram novos medicamentos”, refere a SPR.

Estratégias para lidar com a artrite reumatoide

Viver com artrite reumatoide não significa que tem de deixar de se mexer. Pelo contrário, o exercício físico deve fazer parte do seu dia-a-dia.


Existem medidas que podem ser adotadas que, a par com a medicação, podem ajudar a melhorar os sinais e sintomas da doença.

  • Exercício regular – O exercício físico leve pode ajudar a fortalecer os músculos em torno das articulações. Deste modo, ajuda, inclusive, a combater a fadiga. Nadar ou praticar hidroginástica são os melhores exercícios para quem sofre de artrite reumatoide.
  • Aplicar calor ou frio – O calor pode ajudar a aliviar a dor e a relaxar. O frio é também eficaz a aliviar a dor, assim como a diminuir os espasmos musculares.
  • Relaxar – É essencial encontrar formas de reduzir o stress. Técnicas para descontrair e de relaxamento muscular podem ser uma boa estratégia para controlar a dor.
Fonte: https://www.medis.pt/mais-medis/saude-e-medicina/viver-com-artrite-reumatoide/