Conhecer o Cancro do Rim

Novo site especializado em cancro renal dedicado aos doentes e seus familiares

Para compreender o cancro do rim e como conviver com ele

A Ipsen, empresa biofarmacêutica global, centrada na inovação e medicamentos de especialidade, criou o site Conhece o cancro do rim, que conta com o reconhecimento da Associação de Cancro do Rim de Portugal (AC RIM).

O objetivo desta página web é que tanto os doentes como os seus familiares possam conhecer mais sobre o que é o carcinoma de células renais (CCR) e como conviver com esta doença, através de vídeos e conselhos estruturados em três seções: patologia, gestão dos sintomas, conselhos e recomendações.


O cancro do rim é o décimo quarto tipo de cancro mais comum em Portugal, com 1.191 casos diagnosticados em 2020. A incidência desta patologia tem aumentado progressivamente nas últimas três décadas e, no mundo ocidental, a uma taxa de 3 por cento ao ano.


“A nossa prioridade é melhorar a qualidade de vida dos doentes e isso passa por ajudá-los a estarem bem informados sobre todos os aspetos relacionados com a sua doença. É com grande satisfação que disponibilizamos este novo site com informações úteis e de qualidade aos doentes com cancro renal e aos seus familiares. Não nos devemos esquecer que um doente bem informado compreende melhor os sintomas da sua doença e o porquê, o que, por vezes, lhe permite prevenir complicações da patologia e, sobretudo, o ajuda a comunicar de forma mais eficaz com os profissionais de saúde”, explicou Aurora Berra, diretora-geral da Ipsen Iberia.


O cancro do rim é mais comum em adultos, correspondendo a aproximadamente 90% das neoplasias renais. O tabagismo, o excesso de peso e fatores hereditários são fatores de risco associados a esta doença, que embora possa ocorrer em qualquer idade, é mais frequente entre os 65 e os 75 anos e atinge o dobro dos homens, comparativamente às mulheres. Sangue na urina, dor persistente, inchaço nas zonas laterais do tronco ou na região abdominal, são alguns dos seus sinais e sintomas mais frequentes.