Abertas candidaturas para Prémio de Jornalismo na área da Oncologia

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) abriu as candidaturas para mais uma edição do Prémio de Jornalismo, que conta com a parceria da farmacêutica AstraZeneca.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) abriu as candidaturas para mais uma edição do Prémio de Jornalismo, que conta com a parceria da farmacêutica AstraZeneca.

Até 20 de agosto, os jornalistas com carteira profissional válida em Portugal poderão apresentar um ou mais trabalhos relacionados com a doença oncológica (num máximo de três), publicados ou difundidos por qualquer meio de comunicação nacional entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2020. O prémio, no valor total de 10 000€, será repartido igualmente entre os vencedores das categorias de audiovisual (televisão e rádio) e imprensa (imprensa e internet).

Para o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro e também presidente do Júri, Vítor Rodrigues, “esta é uma das iniciativas anuais da Liga Portuguesa Contra o Cancro mais relevantes porque, hoje em dia, só há verdadeira igualdade de oportunidades com boa informação e, nesse campo, os meios de comunicação social e o trabalho dos jornalistas é insubstituível”.

​Este ano, o concurso pode contar com um painel de jurados de excelência constituído pela jurista e política portuguesa, Maria de Belém Roseira; a Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins; a Bastonária da Ordem dos Enfermeiros; Ana Rita Cavaco; o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães; a Jornalista Judite de Sousa e a Médica e Investigadora no Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra, Catarina Resende de Oliveira.

Pode encontrar o formulário de candidatura em https://www.ligacontracancro.pt/premio-jornalismo-2020/