Plataforma mede oxigénio e gera alertas em lares de idosos

São 2400 os oxímetros que serão distribuídos pelos lares de idosos com o intuito de monitorizar os níveis de oxigénio dos utentes.

São 2400 os oxímetros que serão distribuídos pelos lares de idosos com o intuito de monitorizar os níveis de oxigénio dos utentes, sendo que toda a informação recolhida será congregada numa plataforma digital e vai estar ligada à linha Covid Lares, gerando alertas sempre que houver necessidade de intervenção

Esta iniciativa está integrada no Programa SupERa que foi apresentado no passado dia 5 de julho pela Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

De acordo o anunciado, os oxímetros estão preparados para ser entregues em todos os lares de idosos e a plataforma pronta para receber os dados dos utentes. Isto permitirá efetuar uma deteção precoce de infeções do foro respiratório nos utentes.

Este é projeto gerido em conjunto pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e o Algarve Biomedical Center – Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve, que está enquadrado nas medidas de apoio para os lares de idosos no contexto da pandemia.