O que é o Apoio Domiciliário?

De acordo com a Segurança Social, o Apoio Domiciliário é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados e serviços a famílias e ou pessoas que se encontrem no seu domicílio, em situação de dependência física e ou psíquica…

De acordo com a Segurança Social, o Apoio Domiciliário é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados e serviços a famílias e ou pessoas que se encontrem no seu domicílio, em situação de dependência física e ou psíquica e que não possam assegurar, temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e ou a realização das atividades instrumentais da vida diária, nem disponham de apoio familiar para o efeito.

Objetivos

● Concorrer para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e famílias;

● Contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar;

● Contribuir para a permanência das pessoas no seu meio habitual de vida, retardando ou evitando o recurso a estruturas residenciais;

● Promover estratégias de desenvolvimento da autonomia;

● Prestar os cuidados e serviços adequados às necessidades dos utentes (mediante contratualização);

● Facilitar o acesso a serviços da comunidade;

● Reforçar as competências e capacidades das famílias e de outros cuidadores.

Cuidados e serviços

O serviço de apoio domiciliário (SAD) deve:

● Disponibilizar os cuidados e serviços todos os dias da semana garantindo, sempre que necessário, o apoio aos sábados, domingos e feriados;

● Prestar pelo menos quatro dos seguintes cuidados e serviços;

● Cuidados de higiene e conforto pessoal;

● Higiene habitacional, estritamente necessária à natureza dos cuidados prestados;

● Fornecimento e apoio nas refeições, respeitando as dietas com prescrição médica;

● Tratamento da roupa do uso pessoal do utente;

● Atividades de animação e socialização, designadamente, animação, lazer, cultura, aquisição de bens e géneros alimentícios, pagamento de serviços, deslocação a entidades da comunidade;

● Serviço de teleassistência.

O SAD pode, ainda, assegurar:

● Formação e sensibilização dos familiares e cuidadores informais para a prestação de cuidados aos utentes;

● Apoio psicossocial;

● Confeção de alimentos no domicílio;

● Transporte;

● Cuidados de imagem;

● Realização de pequenas modificações ou reparações no domicílio;

● Realização de atividades ocupacionais.