Associação Nacional de Gerontólogos lança alerta contra a violência sobre idosos

Associação Nacional de Gerontólogos lança alerta contra a violência sobre idosos

Associação Nacional de Gerontólogos
Tel.: +351 936 455 415
geral@angerontologos.pt · www.angerontologos.pt

Com o objetivo de assinalar o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado a 15 de junho, a Associação Nacional de Gerontólogos criou um flyer para divulgação junto dos seus associados e rede de parceiros.

Este é um dia criado em 2006 pelas Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA), procurando promover uma reflexão social e acabar com a violência contra as pessoas idosas.

A problemática da violência e do abuso sobre pessoas idosas é tida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um dos principais problemas de saúde pública do mundo. Em conjunto com outras entidades, têm sido definidas estratégias e planos de ação. No entanto, apenas 1 em 24 casos de abusos contra as pessoas idosas são denunciados às autoridades.

Num dia, em Portugal, 4 pessoas idosas foram vítimas de violência. Em 2020, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) registou 1629 situações de violência contra a pessoas idosas. Falamos sobretudo de mulheres, com uma média de idade de 76 anos e o perpetuador da violência tem uma relação de afinidade de pai/mãe e/ou cônjuge.

Estes dados, já alarmantes, podem esconder uma maior prevalência, quer pelo facto de a comunidade não estar sensibilizada para a necessidade de sinalizar, quer pelas próprias vítimas nem sempre procurarem ajuda.

Urge uma ação conjunta entre entidades e comunidade, na definição de estratégias de prevenção e atuação, em caso de violência sobre as pessoas idosas.