idadismo

Linha SOSolidão deteta prevalência de problemas de saúde mental em idosos

Em menos de um ano a Linha SOSolidão da Fundação Bissaya Barreto já recebeu quase 200 pedidos de ajuda de idosos, com a maioria dos contactos a revelar problemas de saúde mental e muitos a motivar um acompanhamento permanente.

Em menos de um ano a Linha SOSolidão da Fundação Bissaya Barreto já recebeu quase 200 pedidos de ajuda de idosos, com a maioria dos contactos a revelar problemas de saúde mental e muitos a motivar um acompanhamento permanente. A linha de apoio, complementar ao serviço SOS Pessoa Idosa, da Fundação Bissaya Barreto, foi criada em abril de 2020, em plena pandemia de Covid-19, e recebeu desde essa altura até fevereiro de 2021, centenas de contactos e pedidos de ajuda.

Entre abril de 2020 e fevereiro de 2021, a Linha contabiliza 435 contactos, 198 pedidos de ajuda, com a abertura de 123 processos internos e 94 pedidos de esclarecimento. Cerca de 30% das pessoas estão a receber acompanhamento permanente, por se encontrarem em situações de elevado risco e vulnerabilidade. Em 68% dos casos de contacto foram detetados problemas de saúde mental, sendo que a linha de apoio foi procurada maioritariamente por mulheres entre os 65 e os 75 anos, viúvas e residentes em zonas urbanas, que vivem sozinhas e sem retaguarda familiar ou de apoio social.

Os casos de depressão e ansiedade surgem com frequência desde a criação desta linha, registando-se um crescimento de contactos de idosos com patologias como esquizofrenia, perturbações delirantes, psicóticas e de bipolaridade, assim como declínios cognitivos ligeiros ou graves, como a doença de Alzheimer.

A linha tem ao serviço uma psicogerontóloga, que realiza rastreios para avaliação do estado cognitivo e de sintomas depressivos nos idosos para depois definir uma intervenção, havendo também um trabalho de articulação com unidades de saúde ou de apoios sociais.

A linha de âmbito nacional e gratuito, disponível no número 800 91 29 90, funciona entre as 10:00 e as 17:00 dos dias úteis e pretende apoiar cidadãos idosos em situação de maior vulnerabilidade e de isolamento social e geográfico.