farmacia medicamentos

Farmácias separam medicamentos para evitar erros

Cerca de 280 farmácias (10%) do país realizam a preparação da medicação de forma individualizada, um serviço previsto na lei há 3 anos e que pretende evitar o agravamento da doença sobretudo em idosos polimedicados ou doentes crónicos e custos acrescidos ao Serviço Nacional de Saúde. No último ano, o Centro de Informação Antivenenos registou 2582 erros no consumo de fármacos por adultos.

Cerca de 280 farmácias (10%) do país realizam a preparação da medicação de forma individualizada, um serviço previsto na lei há 3 anos e que pretende evitar o agravamento da doença sobretudo em idosos polimedicados ou doentes crónicos e custos acrescidos ao Serviço Nacional de Saúde. No último ano, o Centro de Informação Antivenenos registou 2582 erros no consumo de fármacos por adultos.

Os erros mais frequentes passam pela hora de tomar a medicação e a frequência com que o fazem, ou até mesmo tomarem um medicamento para um problema e logo a seguir outro para o mesmo problema mas genérico, e como as caixas são diferentes não se apercebem do erro. A Associação Nacional das Farmácias (ANF) realça, assim, a importância deste serviço que pretendem massificar por muitas mais farmácias.