cuidados intensivos

Criação de Unidade de Cuidados Intensivos do Oeste

O parlamento aprovou a criação de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) no Centro Hospitalar do Oeste (CHO), de forma a aumentar a capacidade de resposta da região à pandemia de Covid-19 e ao risco de surgimento de novas vagas, mas também para outras patologias.

O parlamento aprovou a criação de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) no Centro Hospitalar do Oeste (CHO), de forma a aumentar a capacidade de resposta da região à pandemia de Covid-19 e ao risco de surgimento de novas vagas, mas também para outras patologias.

O CHO é formado pelos hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, serve uma população de cerca de 300 mil pessoas de vários concelhos (Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra, nos distritos de Lisboa e Leiria), que tiveram muitas dificuldades recentemente devido à ausência de Unidade de Cuidados Intensivos na região. Esta Unidade de Cuidados Intensivos vai ser dotada de 12 camas e vai ficar dispersa pelos hospitais de Caldas da Rainha e de Torres Vedras.