beber agua hidratação

Principais sinais de desidratação e como manter uma adequada hidratação

Uma boa hidratação tem um papel muito importante na saúde porque desempenha várias funções no organismo, como a manutenção da temperatura corporal, o transporte de nutrientes para os diversos órgãos, a eliminação de substâncias tóxicas, a participação em reações enzimáticas, entre outras.

A água é o maior constituinte do corpo humano porque a maioria da sua composição são fluidos, e com o envelhecimento esta percentagem tem tendência a diminuir, chegando a cerca de 50% em idade avançada. Uma boa hidratação tem um papel muito importante na saúde porque desempenha várias funções no organismo, como a manutenção da temperatura corporal, o transporte de nutrientes para os diversos órgãos, a eliminação de substâncias tóxicas, a participação em reações enzimáticas, entre outras.

As consequências mais frequentes de desidratação da população idosa são a diminuição da perceção de sede, défices cognitivos, incontinência urinária e/ou dificuldades na deglutição. A European Food Safety Authority (EFSA) recomenda uma ingestão hídrica diária de 2,0L/dia para as mulheres e 2,5L/dia para os homens. Em Portugal, as mulheres atingem as recomendações da EFSA, mas os homens ingerem, em média, apenas 2,1L de água por dia.

Sinais de desidratação

– Sentir sede é o principal indício de desidratação;

– Diminuição da produção de suor;

– Boca seca;

– Diminuição da produção de saliva;

– Redução da elasticidade da pele;

– Urina com cor e odor intensos.

Consequências da desidratação no idoso

– Confusão/delírio;

– Má cicatrização;

– Alterações do trânsito intestinal, como obstipação;

– Infeções do trato urinário.

Como aumentar a ingestão de água

– Águas aromatizada (por exemplo, com limão e hortelã, maçã e canela ou frutos vermelhos);

– Água gelificada (bebida com textura em gel, para o caso de alterações na deglutição);

– Sopas (têm mais de 85% de água e são ricas em fibra, vitaminas e minerais);

– Frutas e sumos de fruta naturais, sem adição de açúcar;

– Comer mais hortícolas;

– Leite (tem 85% de água);

– Infusões (por exemplo, de camomila, tília ou cidreira).