Vivienne Westwood

Parabéns pelos 80 anos, Vivienne Westwood

Em 2021 comemora vários acontecimentos marcantes além dos seus 80 anos: o 50.º aniversário da sua estrondosa estreia no Swinging London com a coleção “Pirates” e o 40.º aniversário do primeiro desfile destinado a consagrá-la como a rainha rebelde da moda britânica.

Se há uma mulher no mundo que seja um ícone do envelhecimento saudável e feliz, Vivienne Westwood é um dos melhores exemplos. E hoje, no dia 08 de abril, comemora 8 décadas de uma vida dedicada à moda e à desmistificação de que o envelhecimento é triste e inativo. Carateriza-se pelo seu estilo sempre irreverente que lhe deram um destaque na história da moda mundial depois de meio século de trajetória. Em 2021 comemora vários acontecimentos marcantes além dos seus 80 anos: o 50.º aniversário da sua estrondosa estreia no Swinging London com a coleção “Pirates” e o 40.º aniversário do primeiro desfile destinado a consagrá-la como a rainha rebelde da moda britânica.

Mas quem é Vivienne Westwood?

Nasceu mas Midlands inglesas em 1941 e começou a desenhar roupas em 1971, quando tinha 30 anos, vendendo-as numa histórica loja londrina. De Let it Rock a Too Fast To Live, Too Fast Too Die, foram as suas primeiras coleções inspiradas em roqueiros que se tornaram seguidores da estilista, como Ringo Starr. As coleções dela tinham vestidos de couro, camisetas de borracha, correntes e imagens picantes que causaram tanto escândalo que obrigaram a polícia a fechar as venezianas da loja. Depois das cristas, alfinetes e pregos dos rebeldes dos anos 70, vieram os espartilhos, as crinolinas, as cestas dos hedonistas anos oitenta. Em 1982 foi a segunda inglesa a ser incluída no calendário de desfiles de moda de Paris que foi palco da memorável queda de Naomi Campbell que tropeçou nas vertiginosas plataformas de Vivienne.

Em 1992, Westwood foi recebida pela Rainha Elizabeth II, quase como num encontro de soberanas, e recebeu a prestigiosa Ordem dos Ingleses Empire (OBE) pelos seus méritos artísticos. No final da cerimónia, Vivienne surpreendeu os fotógrafos com um levantamento provocativo da sua saia look nude. No mesmo ano casou-se com um dos seus alunos da Escola de Moda de Viena, Andreas Kronthaler, 25 anos mais jovem, que a partir daquele momento se tornou o braço direito até herdar a direção criativa da marca em 2016. Nos últimos anos, transformou-se em um veículo de campanhas de conscientização da opinião pública sobre temas como o combate ao consumismo extremo, a luta pelo meio ambiente, contra os efeitos das mudanças climáticas, pela paz, em defesa da liberdade de Julian Assange.