osteoporose

Osteoporose: proteja os seus ossos

A osteoporose é uma doença que fragiliza o osso, aumentando o risco de fratura e que se carateriza pelo adelgaçamento dos espaços ósseos, ou seja, na prática, esta patologia afeta a densidade e qualidade dos ossos e é considerada uma doença silenciosa:

A osteoporose é uma doença que fragiliza o osso, aumentando o risco de fratura e que se carateriza pelo adelgaçamento dos espaços ósseos, ou seja, na prática, esta patologia afeta a densidade e qualidade dos ossos e é considerada uma doença silenciosa: muitas vezes, quem é afetado só o descobre quando sofre uma fratura. Estima-se que em Portugal, a osteoporose seja responsável por 40 mil fraturas ósseas por ano, sendo as mais comuns as fraturas da anca e do punho, e as mulheres são as mais afetadas: 1 em cada 3 sofre fratura, contra um quinto dos homens com mais de 50 anos, revela a Fundação Internacional da Osteoporose.

O risco de osteoporose depende, em parte, de fatores genéticos, e é mais comum entre as mulheres com mais de 65 anos e em pessoas de pequena estatura, muito magras ou com familiares que sofreram fraturas ósseas. Sendo este um processo fisiológico natural, as suas consequências podem ser influenciadas pelo estilo de vida, que permite aumentar ao máximo a resistência óssea e reduzir ao mínimo a perda que ocorre a partir dessa idade. Mas como podemos prevenir? Seguem alguns conselhos:

1. Ingira níveis adequados de cálcio: o organismo vai buscar o cálcio à sua alimentação, por isso deve ingerir muitos alimentos com cálcio como leite, iogurte e queijo, espinafres, sardinhas enlatadas, frutos secos, tofu e sementes de sésamo. As doses diárias recomendadas variam com a idade e a situação (Crianças: entre 800 e 1200 mg; Adultos: 1000 mg; na gravidez: 1200 a 1500 mg; a partir dos 65 anos e na pós-menopausa: 1500 mg). E modere a ingestão de café, chá, bebidas alcoólicas e refrigerantes à base de cola, já que aumentam a perda urinária de cálcio.

2. Assegure o fornecimento de vitamina D: porque sem vitamina D, o cálcio não é absorvido pelos ossos.A vitamina D é fabricada pela pele através da exposição solar (no mínimo 10 a 15 minutos por dia deve expor as mãos e o rosto e os braços aos sol), e fornecida através da alimentação (salmão, atum, cavala, sardinha, carapau ou chicharro, fígado, gema de ovo e alimentos enriquecidos em vitamina D, como o leite ou sumo de laranja).

3. Pratique atividade física com carga: o exercício físico ajuda a construir e remodelar a massa óssea ao longo da vida, fortalece o tecido muscular e por isso deve praticar exercício físico de médio impacto como marcha, corrida ou ginástica. A hidroginástica, os exercícios isométricos (exercícios de contração muscular mantendo uma posição estática) e de musculação e a natação também são adequados, embora menos eficazes.

4. Deixe de fumar: é um fator de risco para a osteoporose porque diminui a renovação do osso

E além de tudo isto, as doenças da tiroide, a artrite reumatoide e o uso prolongado de corticoides aumentam o risco de osteoporose. Aconselhe-se com o seu médico sobre a possibilidade de tomar suplementos de cálcio e vitamina D ou medicamentos para a prevenção da osteoporose.