investigacao

Quando é que o esquecimento é preocupante?

Com a idade, alguns idosos desenvolvem doenças neurodegenerativas ou transtornos psiquiátricos leves, moderados e graves. Nesses casos, o cuidado familiar precisa contar com o auxílio profissional de saúde mental para garantir a qualidade de vida.

Com a idade, alguns idosos desenvolvem doenças neurodegenerativas ou transtornos psiquiátricos leves, moderados e graves. Nesses casos, o cuidado familiar precisa contar com o auxílio profissional de saúde mental para garantir a qualidade de vida. É importante estar atento a alguns sinais que podem indicar diagnósticos mais complexos:

Perda de memória: esquecimento de palavras, nomes, locais que deixou determinados objetos como chave, carteira, esquecimento de eventos e situações importantes da vida a curto prazo ou a longo prazo.

Mudança de humor: mudança ou oscilação de comportamento (agitado, agressivo, hostil, desinibido, pouco comunicativo).

Desorientação: a desorientação no tempo e espaço é um sinal importante (não saber o dia, a hora ou local que se encontra, assim como a cidade/estado atual).

Rotina: problemas ao fazer tarefas diárias habituais, por exemplo, esquecer como fazer uma receita habitual, não conseguir pagar uma conta, ou até mesmo esquecer como se conduz um automóvel. Atividades rotineiras que se tornam um desafio.

Quando diagnosticada alguma disfunção das funções neurológicas, ainda é possível alcançar uma melhor qualidade de vida através de exercícios direcionados por profissionais de saúde mental.