abraço idosos

Felgueiras: Idosos abraçam familiares em segurança

A canção “Dá-me um abraço”, de Miguel Gameiro, interpretada pelo próprio, deu o mote para a Câmara de Felgueiras apresentar uma estrutura que permite aos idosos abraçar, em segurança, as pessoas de quem mais gostam.

A canção “Dá-me um abraço”, de Miguel Gameiro, interpretada pelo próprio, deu o mote para a Câmara de Felgueiras apresentar uma estrutura que permite aos idosos abraçar, em segurança, as pessoas de quem mais gostam. A estrutura física utilizada neste projeto do município consiste num acrílico com reentrâncias em plástico, previamente desinfetada, para as pessoas meterem os membros superiores que permite abraços, sem haver verdadeiro contacto físico, estando assim assegurada a segurança do gesto em tempo de pandemia de Covid-19.

O dispositivo tem sido usado desde o dia 05 de março, nos lares do concelho, para permitir o reencontro de familiares com os seus pais e avós institucionalizados e, a partir de dia 16 de março, vai percorrer o concelho, casa a casa, para os idosos que vivem sozinhos poderem abraçar quem desejarem.

Simbolicamente, Glória Sousa de 84 anos e solteira, abraçou o Presidente da Câmara, Nuno Fonseca, num momento de afeto. Depois do Presidente, também um militar da Guarda que trabalha no projeto “Idosos em Segurança” deu um abraço à octogenária, um gesto aplaudido por quem assistia ao momento simbólico. “Têm desenvolvido um trabalho fantástico e incansável”, comentou o autarca, referindo-se aos militares da GNR. O autarca acentuou que aquele gesto com Glória Sousa significa “um abraço a todos os idosos do concelho e de todo país neste abraço solidário, acima de tudo, àqueles que estão mais necessitados”.