idosa cair acidentes casa de banho cozinha segurança

Como evitar quedas e acidentes

A entrada na 3.ª idade implica a redução da mobilidade, perda da massa muscular ou diminuição dos reflexos e equilíbrio, por isso, os acidentes domésticos são frequentes e evitáveis e é necessário impedir os mesmos.

A entrada na 3.ª idade implica a redução da mobilidade, perda da massa muscular ou diminuição dos reflexos e equilíbrio, por isso, os acidentes domésticos são frequentes e evitáveis e é necessário impedir os mesmos. Uma queda provoca danos económicos, sociais e psicológicos, podendo diminuir drasticamente a qualidade de vida, autoestima e longevidade do indivíduo. Uma consequência debilitante poderá ser a perda da independência e, até mesmo, a sua institucionalização.

Há 5 condições quotidianas que podem ser melhoradas para oferecer uma melhor segurança:

1. Renovar a casa de banho

– Manter o chão sem tapetes e não ter potenciais líquidos derramados para impedir que o idoso tropece.

– Instalar barras de apoio no chuveiro e na sanita

– Tomar banho numa posição sentada

– Colocar antideparrantes na banheira

– Substituir a banheira antiga por uma base de duche (dimensão mínima de 1,50m x 1,50m) e que inclua um banco de ajuda

2. Melhorar a funcionalidade da cozinha

– Manter o chão sem tapetes soltos ou soalhos escorregadios

– Superfícies de chão antideparrante podem ser uma prioridade

– Boa iluminação

– Ter armários de fácil acesso, dispensando a utilização de degraus, escadas, etc.

– Distribuição dos móveis em forma de L para que exista sempre um ponto de apoio entre deslocações

3. Desimpedir as áreas do quarto, sala e corredores

– Corredores sem obstáculos

– Quarto sempre arrumado, sem acessórios fora do lugar e sem fios, cabos ou livros espalhados pelo chão

– Não são acopnselhadas camas muito altas ou muito baixas

– Interruptores de fácil acesso tal como as mesas de cabeceira

– Móveis com espaço entre si para que seja possível a mobilidade com bengala, muleta ou outro auxiliar

4. Utilizar calçado adequado

– O calçado não deverá ser do tipo chinelo porque não oferecem a necessária segurança de um calçado que prenda o pé

– Não deve andar de meias ou pés descalços

– Recomendam-se os sapatos sem atacadores, com saltos que não ultrapassem os 3 cm e com solas de borracha

5. Reforçar hábitos saudáveis e prudentes

— Beber muita água ao longo do dia para impedir a desidratação

– Vigiar a tensão arterial e toda a medicação

– Manter yuma alimentação variada e ingerir com frequência Vitamina D

– Praticar exercício físico pelo menos 3 vezes por semana, sobretudo exercícios musculares, de coordenação, flexibilidade e tonificação