afetos por telefone, poema, ler uma história, solidão, ler

Afetos por telefone para os mais solitários

Ler uma história ou um poema ou simplesmente conversar e ouvir quem está do outro lado é o objetivo do projeto Afetos por telefone

Ler uma história ou um poema ou simplesmente conversar e ouvir quem está do outro lado é o objetivo do projeto Afetos por telefone, agora abraçado pelo serviço educativo do Museu Municipal de Espinho e a Biblioteca José Marmelo e Silva em mais uma iniciativa para combater a solidão dos mais idosos.

Para isso todos os idosos devem inscrever-se nos Afetos por telefone e esperar pelo telefonema de Sandra Vieira da Biblioteca Municipal de Espinho.

Do outro lado do telefone estão pessoas que se sentem muito sozinhas, algumas têm apenas a companhia dos maridos mas outras são viúvas e estes telefonemas acabam por ser uma lufada de ar fresco e um momento de desabafo.

Nenhuma chamada dos Afetos por Telefone tem o tempo contado porque depende da vontade do idoso. O objetivo é deixar o outro desabafar e sentir-se melhor, e até contar uma história se assim o desejar.
Este projeto destina-se a maiores de 65 anos e se quiser participar neste projeto basta inscrever-se nos dias úteis das 10 às 12 horas e das 14 às 16 horas para o número: 927 960 248 ou através da página do Facebook da Biblioteca ou do Serviço Educativo do Museu Municipal. No final de cada telefonema fica, geralmente, agendado um novo contacto para a semana seguinte.