covid-19 vacina

Covid-19: apenas 55% dos convocados responderam ao SMS

Desde que começou a vacinação contra a covid-19 já foram enviadas 30 500 SMS de agendamento para a toma da vacina contra a covid-19

Desde que começou a vacinação contra a covid-19 já foram enviadas 30 500 SMS de agendamento para a toma da vacina contra a covid-19 para maiores de 80 anos e entre os 50 e os 79 anos com pelo menos uma de 4 doenças consideradas de risco. Do total de 30 500 mensagens enviadas foram apenas obtidas 16 799 respostas, ou seja pouco mais de metade, 55,08%. E destas 16 799, 16 393 pessoas responderam que queriam ser vacinados e apenas 406 disseram não à vacina (2,47%).

Há ainda um número significativo de SMS que ficam sem resposta, mas o Ministério da Saúde garante que todos os utentes serão contactados sendo a SMS o meio preferencial, mas quando não houver resposta, os centros de saúde podem convocar os utentes através de chamada telefónica e/ou enviar carta. A SMS é enviada 4 dias antes para, caso não haja resposta, as equipas dos centros de saúde possam contactar de outra forma. Há também um trabalho de campo das autarquias e juntas de freguesias que criaram call centers ou têm equipas que vão a casa das pessoas quando não há outra forma de as contactar porque não têm filhos contactáveis ou um número atualizado.