GaiaCuidador

Cuidadores informais. Primeiro programa municipal nasce em Vila Nova de Gaia

Programa aprovado pelo executivo tem dotação orçamental de 800 mil euros. Inscrições feitas em março. Programa arranca a 1 de abril e pode abranger cerca de 1.200 cuidadores informais do concelho.

No âmbito do quadro de descentralização de competências da área da ação social nos municípios – e pelo facto de o atual programa nacional aplicado a 30 municípios (o denominado projeto piloto) não incluir Vila Nova de Gaia – a Câmara Municipal decidiu avançar com o “GaiaCuidador”.

A iniciativa, de acordo com o presidente Eduardo Vítor Rodrigues, pretende ser uma “resposta de proximidade que envolve um conjunto de ações de apoio social a pessoas a quem seja reconhecido o estatuto de cuidador informal”.

Em declarações à Renascença, o autarca adianta que “o processo de candidatura decorre por todo o mês de março e que a Câmara aprovou um montante de 800 mil euros, cuja execução vai depender da condição de recursos (situação financeira) dos agregados dos cuidadores informais”.

“E é uma dotação orçamental para todo o ano de 2021”, sublinha Eduardo Vítor Rodrigues.

O autarca considera “muito importante o município avançar desde já com este programa para evitar a institucionalização de muitas pessoas”, até porque “é evidente que, nestes longos meses de pandemia, as pessoas têm vindo a perder rendimentos, e noutros têm vindo a aumentar despesas”.

No caso dos cuidadores informais, em muitas situações estamos perante pessoas que abdicaram da sua vida profissional para ficar a tratar do filho ou da mãe ou do pai ou da pessoa que está ao seu cuidado”, sublinha ainda.

Fonte: https://rr.sapo.pt/2021/02/07/religiao/cuidadores-informais-primeiro-programa-municipal-nasce-em-vila-nova-de-gaia/noticia/225712/