ManifestaMente

Covid-19: Município de Lisboa inicia programa de literacia para a saúde mental

Um programa de ensino à distância que visa aumentar a literacia em saúde mental iniciou-se ontem, 14 de janeiro, para os colaboradores da Câmara Municipal de Lisboa, no sentido de identificar e encontrar soluções em contexto pandémico.

Um programa de ensino à distância que visa aumentar a literacia em saúde mental iniciou-se ontem, 14 de janeiro, para os colaboradores da Câmara Municipal de Lisboa, no sentido de identificar e encontrar soluções em contexto pandémico.

Em comunicado divulgado ontem, a Associação ManifestaMente explicou que as sessões ‘online’ de “Capacitação de Dinamizadores Locais” vão decorrer durante dois dias e os participantes vão “debruçar-se sobre conceitos avançados de saúde mental e analisar de forma teórico-prática várias estratégias para intervir na comunidade”.

De acordo com a associação, o programa inclui também uma sessão em grupo para reflexão sobre as dificuldades encontradas no terreno, discussão das estratégias de resolução e acompanhamentos das atividades.

A iniciativa insere-se no programa “Kit Básico de Saúde Mental para as Autarquias”, desenvolvido pela ManifestaMente, em outubro do ano passado, com o patrocínio do Programa Nacional para a Saúde Mental (PNSM), no âmbito dos projetos de apoio financeiro da Direção-Geral da Saúde.

O lançamento do Kit Básico de Saúde Mental em outubro de 2020 foi um sucesso que superou todas as nossas expectativas. Mais de 7.600 pessoas inscreveram-se e já mais de 1.400 completaram este curso ‘online’ e gratuito. O programa com as autarquias já estava planeado e é no fundo um aprofundamento mais detalhado dos princípios deste Kit Básico”, disse a presidente da ManifestaMente, Ana Mina, citada em comunicado.

Segundo a dirigente, o programa deve “facilitar o trabalho das autarquias em várias zonas do país para que possam melhorar a saúde mental da sua comunidade, mesmo que não tenham formação em saúde”.

Para Ana Mina, as autarquias têm a vantagem de conhecer as suas comunidades locais melhor do que ninguém.

Estes colaboradores – futuros ‘Dinamizadores Locais’ – serão acompanhados em proximidade pela ManifestaMente durante três a seis meses, que está disponível para os apoiar na implementação prática das iniciativas escolhidas para a sua comunidade e ajudar a resolver problemas e obstáculos que possam encontrar, assim como na divulgação das iniciativas que forem desenvolvidas”, pode ler-se no comunicado.