rutis

RUTIS alcança Legislação das Universidades Seniores

Depois de muitos anos de trabalho a RUTIS (Rede de Universidades Seniores) alcançou a regulamentação das Universidades Seniores.

Depois de muitos anos de trabalho a RUTIS (Rede de Universidades Seniores) alcançou a regulamentação das Universidades Seniores.

O Programa do XXII Governo preconiza o desenvolvimento de políticas que assegurem aos cidadãos um envelhecimento digno, através da implementação de medidas promotoras de uma cidadania ativa e saudável. A Resolução do Conselho de Ministros n.º 76/2016, de 29 de novembro, veio reconhecer a importância das universidades seniores, enquanto organizações da sociedade civil e de algumas autarquias, que têm como principal objetivo a promoção do envelhecimento ativo e saudável, através da dinamização regular de um conjunto de atividades socioculturais, educacionais, de convívio e de lazer”, pode ler-se no despacho.

A direção da RUTIS realça a implementação das regras de funcionamento das Universidades Seniores, a isenção do IVA nas mensalidades, a possibilidade de os alunos descontarem o valor das mensalidades no seu IRS, a entrada gratuita nos museus públicos e a criação do Conselho Sénior.

Este documento, pioneiro no mundo, não é a conclusão do nosso trabalho é mais um meio para o progresso e desenvolvimento das Universidades Seniores, para assim prestarem um melhor serviço aos seniores”, afirmam os membros da direção. “Foi um esforço conjunto de muitas pessoas e entidades para que este dia surgisse”, acrescentam ainda, deixando vários agradecimentos:

“- À Sra Secretária de Estado da Ação Social, Dra. Rita Mendes e à sua equipa pela criação desta lei.

– Ao ex-ministro Vieira da Silva e à actual vice-presidente do ISS, Catarina Marcelino, por em 2007 terem acreditado neste projeto e pela publicação da RCM º76/2016.

– Ao presidente e fundador da RUTIS, Luis Jacob, pelo seu trabalho e persistência para atingirmos este objetivo e também pela conclusão do seu doutoramento internacional sobre as US.

– A todos os membros dos órgãos sociais da RUTIS, aos dirigentes, coordenadores, professores, alunos e voluntários das US.

– Aos membros (actuais e antigos) do Conselho Geral das US, Filipa Lopes (US Nazaré), António Brás (US Gondomar), Alcina Cerdeira (US Fundão), José Evaristo (TKM Almada), Brissos Lino (US Setúbal), António Macedo (US Gondomar), Rui Matias (US Portimão), Adelaide Espirito Santo (CUTLA Amadora) e Carlos Consiglieri (UNISBEM, Benfica).

– A todos os autarcas das Câmara Municipais e Juntas de freguesia do pais e em especial à Câmara Municipal de Almeirim.

– Ao Montepio e Fundação Montepio, Rádio Sim (Grupo Renascença), Fundação Benfica, Fundação PT, Lidl, SIC Esperança, IPDJ, Nersant Seguros, Generalli, Agência Nacional Erasmus, CNIS, Conselho Nacional de Educação, Conselho Económico e Social, IPB, UDIPSS, ESES, PSE, CIG, CASES, Revista Dignus, CPV e Atmosfera M (Porto).

– Ao Pedro Ribeiro, Mercedes Balsemão, Paula Guimarães, Filipe Teixeira, João Condeixa, João Peres, Vanessa Romeu, Lisa Valério, Pedro Mota Soares, Pedro Líbano Monteiro, Fernanda Freitas, Frederico Fezas, Mariana Monteiro, Eugénio Fonseca, Mário Machado, Isabel Alçada, Maria João Ruela, Manuel Villaverde Cabral, Vasco Graça Moura Ϯ, Anselmo, Carlos Pinto Coelho Ϯ, Joaquina Madeira e Laborinho Lúcio.

– Aos diretores do Centro Distrital de Segurança Social de Santarém (António Carmo, Tiago Leite, Renato Bento, Anabela Rato e António Campos) e aos técnicos do MTSSS e ISS.

– Aos nossos estagiários e colaboradores (actuais e antigos) da RUTIS (Dulce Mota, Anna Leonor, Ana Durão, Giselle Janeiro, Ana Borgas, Pedro, Dora, Joana, Carina e no Porto (Marlene, Diana e Monica Martins)).

Imensamente gratos a estes e todos aqueles que nos tem apoiado neste jornada em prol dos seniores portugueses”.