estudo

Diferença de tensão arterial entre braços significa mais riscos para saúde – estudo

As pessoas com tensão arterial diferente em cada um dos braços estão em maior risco de sofrer ataques cardíacos e acidentes vasculares que podem ser fatais

As pessoas com tensão arterial diferente em cada um dos braços estão em maior risco de sofrer ataques cardíacos e acidentes vasculares que podem ser fatais, segundo um estudo científico internacional divulgado ontem, dia 21 de dezembro.

Uma das principais conclusões da investigação é que os profissionais de saúde devem sempre medir a tensão arterial em ambos os braços, um procedimento que está nas orientações internacionais, mas que é geralmente ignorado.

No estudo ontem publicado no boletim científico Hypertension sugere-se um novo limite máximo de diferença de tensão entre braços, bastante mais baixo do que a orientação atual, para que mais pacientes em risco possam ser identificados e tratados.

Liderado por investigadores da universidade britânica de Exeter, o estudo junta dados de 24 pesquisas anteriores, envolvendo 54.000 pessoas de quatro continentes e conclui que quanto maior a diferença de tensão arterial entre braços, mais riscos de saúde se corre, atendendo aos registos de medição de tensão e ocorrências de problemas de saúde como enfartes e AVC.

“Verificar um braço e depois o outro com um medidor de tensão padrão é barato e pode ser feito em qualquer instalação de cuidados de saúde sem serem precisos equipamentos diferentes ou mais caros. Embora as orientações internacionais recomendem que se faça, só em metade dos casos, na melhor das hipóteses, é que acontece, devido a falta de tempo. Esse pequeno tempo a mais pode levar a que se salvem vidas”, afirmou o principal autor do estudo, Chris Clark, da Faculdade de Medicina da Universidade de Exeter.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus5

    (Irá receber um email com o link de download.)