assistência no domicílio

Hospital de Évora começa a prestar assistência no domicílio dos doentes

Profissionais de saúde do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) vão começar a prestar assistência hospitalar no domicílio de doentes com residência na cidade alentejana e nos arredores.

Profissionais de saúde do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) vão começar a prestar assistência hospitalar no domicílio de doentes com residência na cidade alentejana e nos arredores.

A nova valência da instituição hospitalar resulta da criação da Unidade de Hospitalização Domiciliária Polivalente (UHDP), que iniciou a sua atividade na passada segunda-feira, 14 de dezembro, indicou o HESE, em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo o HESE, esta nova unidade tem como modelo a “assistência hospitalar praticada no domicílio do doente por profissionais de saúde do hospital“, o qual “apresenta grandes vantagens” para o próprio e seus familiares.

“Tratamento hospitalar com maior conforto e bem-estar para o doente, que se mantém no domicílio com acompanhamento dos profissionais de saúde do hospital, promoção da autonomia e maior envolvimento dos familiares” são algumas das vantagens.

Além disso, frisou a unidade hospitalar, “pode permitir também um menor tempo de internamento e a diminuição das infeções em ambiente hospitalar”.

A equipa da UHDP do hospital de Évora é composta por três médicos especialistas, cinco enfermeiros, uma assistente social, um farmacêutico e uma assistente técnica, e a unidade iniciou a sua atividade com capacidade para seis camas no domicílio.

Os doentes que ficarão em hospitalização domiciliária poderão ser referenciados pelo Serviço de Urgência, serviços de internamento ou pelo Hospital de Dia.