recordações

Um livro que é um baú de memórias dos mais velhos

São álbuns de histórias, baús de recordações, diários de vida com gente dentro e páginas para preencher. São livros para os avós, tesouros para as famílias.

in: www.noticiasmagazine.pt/2020/um-livro-que-e-um-bau-de-memorias-dos-mais-velhos/historias/257461/

São álbuns de histórias, baús de recordações, diários de vida com gente dentro e páginas para preencher. São livros para os avós, tesouros para as famílias.

Um é para a avó e outro é para o avô. “Avó, fala-me de ti” e “Avô, fala-me de ti” são dois livros de capa dura, papel de alta gramagem, impressão de qualidade. Uma versão no feminino e outra no masculino. São muito mais do que dois livros, na verdade. São álbuns de recordações e baús de memórias com páginas em branco para preencher com fotografias, desenhos, lembranças, apontamentos, telegramas, bilhetes de comboio ou de avião, cartas de amor, flores secas. Com o que se quiser. Cada livro é único e construído a duas ou mais mãos. Com emoção, saudade, e muito amor.

É onde os avós viverão para sempre. Um livro aberto para escrever recordações da avó e do avô desde a infância ao dia de hoje. As páginas da direita têm perguntas e linhas para escrever; as da esquerda são para rebuscar memórias e relembrar momentos bonitos.

Os livros abrem com uma árvore genealógica e vão por aí adiante. Histórias dos parentes mais próximos, dos avós e dos pais, o que faziam, como viviam, os cozinhados da mãe, os trabalhos do pai, as cantigas que se ouviam na altura, os jogos para entreter. As recordações de infância, a casa, os irmãos, a escola, as brincadeiras. Os tempos de juventude, as férias, as tarefas caseiras, os gostos e as preferências, os melhores amigos e amigas. O amor, o namoro, o casamento, a lua-de-mel, os primeiros anos juntos, os filhos e como escolheram os seus nomes. Depois os netos e os momentos especiais com os mais novos elementos.

A ideia original surgiu na República Checa e está traduzido em 11 línguas. Este ano, chegou cá. Ana Brito Pires, editora em Portugal, adaptou os conteúdos do ponto de vista cultural, político ou histórico. “É um álbum a ser construído pelos avós como legado a deixar aos netos”, resume. Como um diário de bordo da viagem de uma vida. “É um livro que tem perguntas e algumas imagens que remetem para a época. É onde os avós podem construir as suas histórias.”

É uma obra recente e que prima pela diferença. À venda por 26,91 euros na Fnac e online no site www.familiam.pt.