lares de idosos

Covid-19: Deco alerta para deterioração da qualidade de vida de idosos em lares

Dois estudos da Deco/Proteste sobre idosos em lares alertam para o tempo de espera por vagas, o valor incomportável e a deterioração da qualidade de vida e saúde destes durante a pandemia, que expôs as debilidades dos atuais modelos.

Dois estudos da Deco/Proteste sobre idosos em lares alertam para o tempo de espera por vagas, o valor incomportável e a deterioração da qualidade de vida e saúde destes durante a pandemia, que expôs as debilidades dos atuais modelos.

A organização de defesa do consumidor explicou ontem, 26 de novembro, em comunicado que promoveu dois estudos sobre o custo e qualidade de vida dos idosos nos lares em território nacional, um referente aos últimos cinco anos e outro sobre o período de pandemia de covid-19.

Segundo os dados apurados junto de familiares de utentes institucionalizados, a Deco/Proteste alerta para o tempo de espera por vagas, valor incomportável dos lares para os idosos e deterioração da sua qualidade de vida e saúde durante a pandemia de covid-19”, pode ler-se.

A Deco/Proteste apela assim “à revisão do modelo estrutural das instituições”, considerando que “a pandemia expôs de forma inquestionável as debilidades dos atuais modelos e a desproteção a que está votada uma parte vulnerável e crescente da população portuguesa”.

Ambos os estudos tiveram em consideração entidades privadas, Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS) e Misericórdias de norte a sul do país.