respiratórias

Covid-19: Área para doentes com queixas respiratórias criada no Centro de Congressos do Estoril

Em comunicado, a Câmara Municipal de Cascais explica que esta nova valência se destina aos doentes que apresentam queixas respiratórias, mas que não têm indicação para ir ao hospital.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Cascais explica que esta nova valência se destina aos doentes que apresentam queixas respiratórias, mas que não têm indicação para ir ao hospital.

Vem aliviar a pressão sobre o Centro de Saúde de São João do Estoril. Dotado de receção, zona de espera e sete gabinetes (cinco para consulta, um de enfermagem e um de isolamento), a ADR-C tem capacidade para ir até cinco médicos e dois enfermeiros e permite uma maior capacidade de resposta, associada à testagem nos centros de rastreio já em funcionamento no Centro de Congressos”, lê-se na nota.

O espaço vai funcionar de segunda-feira a domingo, das 10:00 às 18:00, para acolher “não só os doentes encaminhados pelo Serviço Nacional de Saúde 24, mas também aqueles que tiverem queixas relacionadas com a covid-19”.

O município de Cascais, no distrito de Lisboa, já dispõe de uma área dedicada aos doentes com queixas respiratórias (ADR-C), instalada no Centro de Congressos do Estoril, divulgou ontem 25 de novembro, a Câmara Municipal.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Cascais explica que esta nova valência se destina aos doentes que apresentam queixas respiratórias, mas que não têm indicação para ir ao hospital.

Vem aliviar a pressão sobre o Centro de Saúde de São João do Estoril. Dotado de receção, zona de espera e sete gabinetes (cinco para consulta, um de enfermagem e um de isolamento), a ADR-C tem capacidade para ir até cinco médicos e dois enfermeiros e permite uma maior capacidade de resposta, associada à testagem nos centros de rastreio já em funcionamento no Centro de Congressos”, lê-se na nota.

O espaço vai funcionar de segunda-feira a domingo, das 10:00 às 18:00, para acolher “não só os doentes encaminhados pelo Serviço Nacional de Saúde 24, mas também aqueles que tiverem queixas relacionadas com a covid-19”.