SNS

Covid-19: Psicólogos alertam para aumento de doentes e falta de profissionais no SNS

A Ordem dos Psicólogos alertou para o aumento de procura de cuidados de saúde psicológica e mental, lembrando que os cuidados primários do Serviço Nacional de Saúde têm menos de três psicólogos para cada 100 mil habitantes.

A Ordem dos Psicólogos alertou para o aumento de procura de cuidados de saúde psicológica e mental, lembrando que os cuidados primários do Serviço Nacional de Saúde têm menos de três psicólogos para cada 100 mil habitantes.

Durante as crises económicas e pandemias, a saúde mental e psicológica das pessoas é atingida, alerta o estudo realizado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) divulgado ontem, 15 de outubro: “Crise económica, pobreza e desigualdades – Relatório sobre Impacto Socioeconómico e Saúde Mental”.

Os especialistas alertam para o agravamento da saúde mental e psicológica dos portugueses durante a pandemia de covid-19, e por isso defendem um reforço de profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Existem cerca de 24 mil psicólogos no país e a pandemia levou à criação da Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS24, mas o Serviço Nacional de Saúde conta apenas com 250 psicólogos ao nível dos cuidados primários.

“É um número claramente diminuto, que impede muitos portugueses de aceder a esses serviços, já que a maioria não possui recursos para pagar o acesso a serviços de saúde fora do SNS”, alerta a OPP.

Os psicólogos podem ser agentes de mudança e os mobilizadores sociais capazes de diminuir o impacto da pandemia e da crise socioeconómica na saúde psicológica e mental dos portugueses.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)