Segurança Social

Segurança Social fica sem dinheiro para pagar pensões em 2045

Há más notícias para os reformados e pensionistas, isto porque se estima que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS), que arrecada o dinheiro das pensões futuras, se esgote nos próximos 25 anos.

Há más notícias para os reformados e pensionistas, isto porque se estima que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS), que arrecada o dinheiro das pensões futuras, se esgote  nos próximos 25 anos, tendo já um valor negativo dentro de 10 anos, segundo o ‘Correio da Manhã’.

Esta situação deve-se ao facto, explica o jornal, de os gastos com as pensões e outras prestações estar constantemente a aumentar e por outro lado a população ativa estar a diminuir, o que faz com que as receitas da Segurança Social sejam insuficientes para suportar o sistema previdencial.

Neste sentido, o ‘CM’ adianta que em 2030 a Segurança Social deverá ter um saldo negativo de 987 milhões de euros, sendo que a situação piora em 2040, altura em que se estima que o «buraco financeiro» ultrapasse os 3,26 mil milhões de euros.

Com base no relatório sobre a sustentabilidade financeira da Segurança Social, incluído no Orçamento do Estado para 2021, prevê-se então que o valor do FEFSS suba de quase 22,2 mil milhões de euros, no final de 2021, para mais de 30,8 mil milhões de euros, em 2030. No entanto, a estimativa é que em 2040 o valor caia para 16,1 mil milhões de euros.

Partindo do pressuposto de que este será alimentado pelos saldos do sistema previdencial, enquanto existam, pelas transferências resultantes do Adicional do IMI, da parcela [de 2% da receita] do IRC e do Adicional de Solidariedade sobre o setor bancário, estima-se que o Fundo se esgote na segunda metade da década de 40”, pode ler-se no relatório citado pelo ‘CM’.

Fonte: https://executivedigest.sapo.pt/seguranca-social-fica-sem-dinheiro-para-pagar-pensoes-em-2045/

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)