Regresso a casa

Idosos da Baixa de Lisboa e Mouraria apoiados na alta hospitalar

Projeto “Regresso a casa” pretende diminuir o tempo de internamento dos idosos nos hospitais. É promovido pela Associação Mais Proximidade Melhor Vida, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Os idosos da Baixa de Lisboa e do bairro da Mouraria vão ser apoiados na alta hospitalar através do projeto “Regresso a casa“, que pretende diminuir o tempo de internamento dos idosos em hospitais.

O projeto inovador é promovido pela Associação Mais Proximidade Melhor Vida, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

O objetivo é ajudar a resolver o prolongamento dos internamentos hospitalares nas pessoas idosas para além do que é necessário, diminuindo, assim, os riscos de contágio por Covid-19.

Destina-se aos idosos que vivem em situação de solidão e isolamento na Baixa de Lisboa e na Mouraria e que passam muitas dificuldades na sua recuperação depois de uma alta hospitalar.

Por isso, a iniciativa da Associação Mais Proximidade Melhor Vida garante o acompanhamento dos séniores que não têm qualquer “rede de suporte que garanta o devido acompanhamento e cuidados de saúde” e, daí, que aconteça muitas vezes o “protelamento da alta hospitalar para além do tempo necessário“, explica a gerontóloga Patrícia Silva, coordenadora do projeto.

Os idosos apoiados beneficiam de vários serviços, que são completamente gratuitos, prestados por esta associação.

Desde logo “contarão com o acompanhamento por parte da equipa técnica que é constituída por assistentes sociais, psicólogas e gerontólogas“. Este acompanhamento “é muito personalizado e de grande proximidade, que se distingue, acima de tudo pelo foco no beneficiário e na adaptação às suas necessidades e potencialidades individuais“.

O apoio dado “pode ir desde visitas domiciliárias, contactos telefónicos, acompanhamento a consultas médicas, a exames ou outras diligências que vão sendo sinalizadas“.

O projeto “Regresso a casa” surgiu pela falta de respostas e pela necessidade de se encontrar uma solução conjunta.

Fonte: rr.sapo.pt/2020/10/14/religiao/idosos-da-baixa-de-lisboa-e-mouraria-apoiados-na-alta-hospitalar/noticia/210939/

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)