jovens ou idosos

Jovens ou idosos, quem se adapta melhor à pandemia?

Estudo matemático divulgado pelo Banco de Portugal responde a esta questão e deixa um aviso. “Fortes políticas restritivas, para todos, devem permanecer em vigor até ao momento em que a vacina é aplicada, caso contrário, a doença recupera muito rapidamente e as políticas têm impacto insignificante”.

Estudo matemático divulgado pelo Banco de Portugal responde a esta questão e deixa um aviso. “Fortes políticas restritivas, para todos, devem permanecer em vigor até ao momento em que a vacina é aplicada, caso contrário, a doença recupera muito rapidamente e as políticas têm impacto insignificante“.

São os idosos que mais alteram os seus comportamentos face a pandemias como a que atravessamos atualmente, indica um estudo publicado esta sexta-feira pelo Banco de Portugal, tendo por base a ciência económica, que “procura analisar o efeito das epidemias tendo em conta as mudanças comportamentais dos agentes económicos, através do uso de modelos matemáticos simulados”.

Para o estudo, o investigador do Banco de Portugal, Cezar Santos, isolou estes dois grupos etários em particular – jovens e os idosos – e concluiu que estes últimos são mais propensos a alterar o seu comportamento face a situações epidemiológicas como a atual pandemia de Covid-19.

Para se protegerem contra as infeções, os idosos escolhem passar mais tempo em casa e longe de atividades em que o risco de contrair o vírus é superior”, refere. Nos modelos utilizados, esta proteção reforçada é visível numa “diminuição acentuada da curva de infeções” nessa camada da população.

Segundo o autor, o modelo indica que, apesar de a Covid-19 ser mais fatal para os idosos, a diferença em taxas de mortalidade entre gerações seria ainda maior na ausência de mudanças comportamentais” da parte dos mais velhos, isto apesar de, inicialmente, terem sido eles a demonstrar mais resistência às medidas de contenção da Covid-19.

Fonte: rr.sapo.pt/2020/09/25/pais/jovens-ou-idosos-quem-se-adapta-melhor-a-pandemia/noticia/208542/

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)