apoio social

São João da Madeira cria “Aurora” para apoiar vítimas de violência doméstica

São João da Madeira abriu hoje a estrutura “Aurora” para apoiar vítimas de violência doméstica, permitindo que mais de 90% do território nacional esteja coberto pelo serviço.

São João da Madeira abriu hoje, 24 de setembro, a estrutura “Aurora” para apoiar vítimas de violência doméstica, o que, segundo a secretária de Estado da tutela, permite que mais de 90% do território nacional esteja coberto pelo serviço.

Funcionando no edifício da Câmara, mediante marcação prévia dadas as restrições sanitárias atuais impostas pela Covid-19, este novo espaço de atendimento no distrito de Aveiro visa assegurar apoio social, psicológico e jurídico a vítimas de violência doméstica e de género.

Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, esteve presente na cerimónia de abertura e declarou que estruturas como essa “são absolutamente necessárias” em todo o país, pelo que a inauguração do “Aurora” reforça a oferta descentralizada que o Governo tem procurado assegurar a esse nível.

O objetivo que tínhamos era cobrir todo o território nacional com respostas especializadas, estamos a ultrapassar os 90% e [a inauguração de hoje] assinala o amplificar desta rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica“, declarou.

O objetivo é facilitar a denúncia de casos por parte de toda a comunidade, no que professores, auxiliares de educação, médicos e enfermeiros se incluem entre os profissionais em posição privilegiada para detetar anomalias de comportamento ou mazelas físicas motivadas por violência.

Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de São João da Madeira, disse que o objetivo do “Aurora” é “promover a capacitação e autonomização de vítimas de violência doméstica e de género”.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)