apoiar

Estudante da FMUP lança projeto para apoiar cuidadores informais

Iniciativa distinguida no âmbito do Prémio Santander UNI.Covid-19 visa criar uma rede de voluntários para ajudar cuidadores e familiares de doentes em cuidados paliativos.

Apoio à família e doente em cuidados paliativos. É o nome, mas também o mote do projeto-piloto elaborado por Fábio Ikedoestudante de doutoramento na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), que propõe a formação de voluntários para poderem substituir, por curtos períodos, o papel dos cuidadores informais de doentes em cuidados paliativos, um dos grupos de risco da Covid-19.

O objetivo é que os cuidadores possam ter momentos de descanso, que possam aliviar o stress ou simplesmente ir às compras”, explica o médico brasileiro.

A ideia para o projeto surgiu depois de Fábio Ikedo ter visitado vários doentes em cuidados paliativos no domicílio, no âmbito da tese de doutoramento, e de ter presenciado a sobrecarga que, muitas vezes, acaba por levar à exaustão dos cuidadores informais.

Segundo o autor, há estudos que indicam que 73% dos cuidadores dorme menos de quatro horas por dia, ou que um terço dos doentes oncológicos são auxiliados por um único cuidador. “Trata-se, portanto, de uma tentativa de diminuir a sobrecarga física e psicológica da pessoa que está a cuidar do doente, para que possa depois continuar as suas funções de auxílio”, sustenta o responsável.

O projeto foi um dos vencedores do Prémio Santander UNI.Covid-19, que surgiu no sentido de dar resposta à emergência provocada pela pandemia. O prémio – no valor de 2 mil euros e que distinguiu também o projeto Psic.ON – será investido na formação dos voluntários, bem como na aquisição de material de proteção e para transporte e alimentação das equipas.

Voluntários precisam-se

Neste momento, o projeto encontra-se também a recrutar voluntários que estejam interessados em colaborar no projeto. Fábio Ikedo destaca a “oportunidade de ajudar o próximo” e a “experiência de que é possível viver com foco naquilo que é mais importante” como as mais-valias deste trabalho.

As inscrições estão abertas a qualquer pessoa, não existindo pré-requisitos obrigatórios. Os interessados podem manifestar o seu interesse através do emailup201508704@med.up.pt.

Sobre o autor do projeto

Médico especialista em clínica médica e reumatologia, Fábio Ikedo formou-se na Escola Paulista de Medicina e foi professor na Faculdade de Medicina da UNOESTE (Universidade do Oeste Paulista), em São Paulo.

A residir em Portugal desde 2014, o estudante de doutoramento da FMUP exerce atividade profissional na área da investigação clínica de novos medicamentos.

campanha

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)