imonitário

Proteja o seu escudo imunitário. 10 medidas simples que ajudam a fortalecer as defesas naturais

Aprenda a prevenir para não ter depois de remediar. Gestos de aplicação diária, validados por especialistas, que vão tornar o seu organismo ainda mais resistente às ameaças à sua saúde. Grande parte deles nem sequer é difícil de adotar.

Há estratégias que pode passar a adotar o quanto antes e, desse modo, reforçar o seu sistema imunológico, até porque melhorar as defesas naturais do organismo ajuda-o a proteger-se de outras doenças mais graves, como o cancro, a diabetes e até as doenças cardiovasculares. Aprenda a prevenir para não ter depois de remediar. Grande parte das medidas que lhe apresentamos de seguida nem sequer é difícil de adotar no seu quotidiano, como vai poder constatar de seguida.

1. Beba 1,5 litros de água por dia

A água transporta pelo organismo os nutrientes e detritos celulares resultantes dos processos metabólicos. Para além de hidratar o organismo e de o saciar, facilita a eliminação de toxinas, regula a temperatura corporal, atua como lubrificante das articulações e ainda protege os órgãos vitais. Se não tem o hábito de a ingerir, habitue-se a fazer uma lista ou ponha um alarme no telemóvel e obrigue-se a ingeri-la ao longo do dia. Se for mais fácil, beba chá.

2. Não consuma álcool, tabaco e cafeína

São responsáveis por doenças como o cancro e a cirrose, a diminuição das funções biológicas e o desenvolvimento de doenças cardíacas, pois o organismo reconhece-os como agentes agressores, afetando a resposta do sistema imunitário. Se não consegue abdicar do café, que também tem benefícios, reduza as quantidades que ingere.

3. Coma cinco peças de fruta e cinco porções de legumes todos os dias

Ricos em antioxidantes, minerais, vitaminas, fibras e enzimas, ajudam o organismo a lutar contra os radicais livres, substâncias que danificam as células saudáveis, causando alterações celulares que podem levar ao cancro e a doenças cardíacas. O alho, por exemplo, é um antibiótico natural. Consuma entre três a cinco dentes de alho cru picado diariamente. Pode adicioná-lo à sopa ou à cozedura do arroz para não o ingerir apenas em refogados e salteados.

4. Reduza a ingestão de carnes vermelhas e derivados

Estes alimentos são ricos em gordura saturada, responsável pelo aumento dos níveis de gordura no sangue. Opte, sempre que possível, por peixe, por proteínas vegetais, por frutos oleaginosos e/ou por leguminosas para garantir um correto aporte de proteínas. Se não consegue prescindir da carne, prefira as brancas, como o frango, o peru ou o coelho.

5. Evite o açúcar branco refinado

É considerado uma droga, pois, se ingerido de modo regular, leva à perda de cálcio, de magnésio e de ferro. Este ingrediente alimentar, muito consumido e apreciado em todo o mundo, é responsável por um processo de inflamação generalizado, contribuindo para o envelhecimento precoce. Prefira açúcar mascavado ou mel para adoçar preparados no dia-a-dia e, sempre que lhe apetecer uma coisa doce, privilegie a fruta.

6. Pratique exercício físico

A atividade física regular aumenta o metabolismo e reduz a tensão arterial, o stresse, a gordura e os radicais livres. Combine exercícios de força como a musculação com outros, aeróbicos, como a corrida. Subir escadas ou ir às compras também contam. Se não é fã de desporto, procure fazer caminhadas, andado por sítios que lhe agradem.

7. Descanse mais

O stresse reduz a ação das células de defesa, principalmente os linfócitos, que combatem os vírus. É durante o sono profundo que o corpo liberta substâncias que fortalecem a função imunológica. Por isso, tente dormir o número de horas que o seu corpo pede. Apesar de haver gente que dorme pouco, o ideal é descansar sempre entre sete a oito horas, no mínimo.

8. Reforce a sua higiene

Lavar frequentemente as mãos ajuda a reduzir a proliferação de vírus e bactérias mas, depois da campanha informativa que foi levada a cabo durante o surto pandémico de Covid-19, isso já não será propriamente uma novidade para si. Curiosamente, é na cozinha que se verifica a maior contaminação, sabia? Assim, lave as mãos antes de comer, depois de ir à casa de banho e sempre que manusear alimentos. Se o fizer, correrá menos riscos!

9. Tome suplementos

A vitamina C, presente nos frutos cítricos, no brócolos e no melão, tal como sucede com a vitamina E, presente nos cereais integrais, no abacate e nos óleos vegetais, podem não ser suficientes. Nesse caso, tem de recorrer a suplementos para a assegurar. O mesmo se passa com o ferro, presente na carne, no feijão e no tofu, assim como com o selénio do peixe e das nozes e caroteno da cenoura, do tomate e dos alimentos de folha verde escura, que fortalecem o sistema imunológico e combatem infeções.

10. Faça por ser feliz

Preste atenção aos sinais do seu corpo. Se ele lhe pede descanso, é uma mensagem que deve ouvir. Sentir-se bem consigo próprio é essencial para a saúde. Por isso, faça coisas que lhe deem prazer. Leia um livro, faça uma massagem, passeie, veja uma série, vá jantar fora, namore… Em vez de se concentrar apenas no que o preocupa no dia-a-dia, procure centrar-se mais no que o faz feliz. Se isso sucede com uma canção, ouça-a vezes sem conta…

campanha

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)