bordallo

Bordallo Pinheiro lança sardinha solidária para apoiar SNS

A Bordallo Pinheiro apresentou uma sardinha solidária, dedicada ao desconfinamento Covid e cuja receita das vendas reverte na totalidade para a compra de equipamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A Bordallo Pinheiro apresentou ontem, 30 de julho, uma sardinha solidária, dedicada ao desconfinamento Covid e cuja receita das vendas reverte na totalidade para a compra de equipamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A história desta iniciativa teve início no período de confinamento, altura em que  a fábrica de faianças das Caldas desafiou as famílias portuguesas a participar num concurso de desenhos alusivos ao tema “Como vai ser o primeiro dia do desconfinamento?”.

Chegaram várias propostas à fábrica caldense e a escolhida foi a de uma família madeirense e que representa o primeiro abraço de uma criança aos seus avós.

Depois de adaptado pelos designers da marca, este foi o desenho que originou a imagem emotiva que ilustra agora uma das tradicionais sardinhas lançadas no mercado todos os anos na época de Verão.

Integrada na coleção 2020, de que fazem parte outras 25 sardinhas desenhadas por figuras públicas e artistas como Mariza, Carminho, Camané ou de Bela Silva, este exemplar solidário vai ajudar a equipar hospitais e unidades de saúde nacionais já que a receita das vendas desta peça reverterá, na totalidade, para o Serviço Nacional de Saúde. O equipamento a adquirir com essas verbas será indicado pelas autoridades de saúde.

A coleção Sardinhas by Bordallo resulta de uma colaboração entre a Fábrica de Faianças Bordallo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, e a EGEAC/Câmara Municipal de Lisboa. A iniciativa decorre desde 2003, no âmbito das Festas de Lisboa em época de Santos Populares.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)