vaticano

Covid-19: Vaticano lança campanha de gestos de ternura para os idosos

“Respeitar o distanciamento não significa aceitar um destino de solidão e de abandono”, defende o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

“Respeitar o distanciamento não significa aceitar um destino de solidão e de abandono”, defende o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

O Vaticano, através do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, lançou uma campanha de gestos de ternura para com os mais velhos, inspirado pela intervenção do Papa, este domingo, sobre o Dia dos Avós.

É possível vencer o isolamento dos idosos também respeitando rigorosamente as normas de saúde em matéria de Covid-19. A pandemia atingiu particularmente os idosos e debilitou os já fracos vínculos entre as gerações, mas respeitar o distanciamento não significa aceitar um destino de solidão e de abandono”, assinala um comunicado do organismo da Cúria Romana.

A campanha “Cada idoso é teu avô” convida os jovens de todo o mundo a fazer “um gesto de ternura para com os idosos que se sentem sozinhos”.

A nota destaca os testemunhos que chegam de várias comunidades católicas, que multiplicaram contactos telefónicos, via web, redes sociais – “até serenatas para os hóspedes das casas de repouso” – realizados por jovens, para impedir a solidão de muitas pessoas forçadas pela pandemia a permanecer em suas casas ou fechadas em lares.

Nesta fase da campanha, para respeitar as normas sanitárias em vigor nos diferentes países, o convite é o de “reunir virtualmente os idosos mais solitários do bairro ou da paróquia e enviar-lhes um abraço, como o Papa pediu, por meio de uma ligação telefónica, uma videochamada ou uma imagem”.

A iniciativa tem associada a hashtag #sendyourhug e os posts mais significativos vão ser divulgados nas contas de redes sociais do organismo do Vaticano, @laityfamilylife.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)