ADIL

ADIL quer construir residências seniores para idosos de Paredes

Hélder Oliveira revelou a pretensão de construir residências seniores num terreno perto da instituição.

A Associação Para o Desenvolvimento Integral de Lordelo (ADIL), sediada naquela cidade do concelho de Paredes, comemorou o seu 30.º aniversário no passado domingo, dia 12 de julho. A data foi assinalada com a bênção de uma nova viatura de transporte de utentes, com plataforma elevatória para cadeira de rodas, oferecida pela Câmara Municipal de Paredes e pela Cooperativa A Lord, entidades representadas no evento.

No dia seguinte, foi a vez de Hélder Oliveira celebrar o seu 46.º aniversário. O homem que dirige os destinos da IPSS há dois anos concedeu uma entrevista ao Jornal A VERDADE, na qual fez um balanço dos dois que leva como presidente e desvendou quais os objetivos futuros.

Na ADIL há seis anos, o dirigente natural de Lordelo não teve dúvidas ao descrever o trabalho efetuado como muito positivo. Esta avaliação assenta tanto na componente financeira como na gestão de recursos humanos. As contas estão muito estabilizadas. Quando iniciei, estavam um bocado tremidas, mas consegui estabilizar e financeiramente a ADIL está bem. Mais do que isso, também a nível estrutural está muito bem, porque melhoramos o sistema de trabalho com as funcionárias. São cerca de 50 e não é fácil lidar com pessoas com pensamentos às vezes diferentes, contou.

A propósito do contexto implementado pelo novo coronavírus, o qual, até ao momento, a ADIL conseguiu “felizmente superar”, o presidente recordou um episódio relacionado com a permanência das funcionárias na instituição, o qual teve um desfecho positivo.”Quis adquirir beliches para pedir às funcionárias para ficarem nas instalações a dormir. No início, estavam reticentes, mas no final já nem queriam ir para casa! No final do horário de trabalho, ficavam logo a descansar. As funcionárias foram fundamentais”, elogiou.

De olhos postos no futuro, Hélder Oliveira revelou a pretensão de construir residências seniores num terreno perto da instituição. “É um dos meus principais objetivos. Estamos a trabalhar com arquitetos e câmara municipal para, pelo menos, nos candidatarmos ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES). A partir daí, se ele for aprovado, temos condições para o concretizar”, antecipou.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)