vacina

Covid-19: OMS espera que haja dois mil milhões de vacinas para prioritários no fim de 2021

A cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje, dia 18 de junho, esperar que haja dois mil milhões de doses de uma vacina contra a covid-19 no fim do próximo ano reservadas para “populações prioritárias”.

A cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje, dia 18 de junho, esperar que haja dois mil milhões de doses de uma vacina contra a covid-19 no fim do próximo ano reservadas para “populações prioritárias”.

Numa conferência de imprensa virtual realizada hoje em Genebra, Soumya Swaminathan afirmou que se trata apenas de uma hipótese, uma vez que ainda não existe “nenhuma vacina comprovada”.

No entanto, a OMS espera que algumas das numerosas vacinas atualmente em teste possam ser aprovadas para uso no próximo ano e recomenda que sejam vacinadas primeiro pessoas com mais fatores de risco, incluindo as pessoas idosas e as que sofrem de diabetes ou doenças respiratórias, bem como trabalhadores de serviços essenciais.

Soumya Swaminathan assinalou que ainda não existe uma estratégia para a distribuição global de vacinas contra a covid-19, afirmando que a OMS “proporá soluções” mas que “os países terão que concordar com elas e chegar a um consenso”.

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)