medicamentos

Covid-19: Oliveira do Bairro adere à Rede Solidária do Medicamento

A Câmara de Oliveira do Bairro anunciou a adesão ao Programa Emergência Abem: covid19, que permite a pessoas carenciadas terem acesso, de forma gratuita, a medicamentos sujeitos a receita médica, comparticipados pelo SNS.

A Câmara de Oliveira do Bairro anunciou hoje, dia 28 de maio, a adesão ao Programa Emergência Abem: covid19, que permite a pessoas carenciadas terem acesso, de forma gratuita, a medicamentos sujeitos a receita médica, comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde.

A Rede Solidária do Medicamento é o primeiro programa da Associação Dignitude e pretende dar resposta aos problemas de acesso a medicamentos, garantindo que todos os portugueses podem comprar os medicamentos comparticipados que lhes são prescritos.

Esta é mais uma medida de apoio às pessoas mais desfavorecidas, precisamente numa altura de grave crise económica e social, que tem que ser combatida com ações concretas e imediatas, ajudando rapidamente quem mais precisa“, refere Lília Ana Águas, vereadora da Ação Social da autarquia bairradina.

O investimento do município no âmbito dos programas da Rede é agora de cerca de 10 mil euros, correspondente a 50% do montante das comparticipações, a utilizar pelos beneficiários referenciados pelo Conselho Local de Ação Social do concelho de Oliveira do Bairro.

Para além da adesão ao Programa Emergência abem: covid-19, o município de Oliveira do Bairro assinou, em dezembro de 2019, um Protocolo de Colaboração com a Associação Dignitude, relativo ao “Programa abem – Rede Solidária do Medicamento“, que contemplava o apoio a 49 famílias do concelho.

Este primeiro protocolo garantiu que os munícipes referenciados, e suas famílias, tivessem acesso ao cartão, que não tem qualquer limite de plafond“, explica a autarquia presidida por Duarte Novo.

Na altura, Lília Ana Águas considerou o Programa abem como “mais um projeto que integra um conjunto de medidas que o município de Oliveira do Bairro tem conseguido implementar, em parceria com outras entidades, não só do concelho, mas também de âmbito regional e nacional, de forma a se encontrarem respostas que minimizem situações de carência e vulnerabilidade dos munícipes“.

Cada beneficiário do programa recebe um cartão que lhe permite aceder de forma gratuita, nas farmácias aderentes, aos medicamentos prescritos através de receita médica e comparticipados pelo SNS.

São beneficiários deste programa pessoas carenciadas, pretendendo-se abranger também os casos de inesperada carência económica decorrentes de situações de desemprego ou de confronto com doença incapacitante, entre outros casos a analisar.

campanha

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)