gnr

Agentes da GNR recebidos calorosamente pelos idosos durante ações de sensibilização

Na região do Tâmega e Sousa, o Comando Territorial do Porto, já contactou com cerca de 800 idosos, no âmbito das ações de sensibilização da pandemia da Covid-19.

Cerca de 800 idosos, da região do Tâmega e Sousa, foram abrangidos pela ação de sensibilização no âmbito da pandemia da Covid-19, levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana.

Os agentes do Comando Territorial do Porto foram ao encontro dos mais velhos para os consciencializar da importância de ficarem em casa e cumprirem as regras da Direção-Geral da Saúde durante a pandemia da Covid-19. “Estas ações de sensibilização consistem em aconselhamento e informação à comunidade sénior, para que assim se diminuam os riscos de contágio, como também num alerta à prevenção de burlas”, foi explicado ao Jornal A VERDADE pelo tenente-coronel, Hélder Barros.

De acordo com o operacional, de uma forma geral, os mais velhos questionam os agentes de quando poderão novamente abraçar os filhos e os netos, transmitindo também dúvidas sobre os “principais cuidados a ter no dia-a-dia, quais os sintomas e formas de transmissão do vírus, qual a forma correta de colocar e retirar uma máscara, como fazer para adquirir medicamentos e quando haverá vacina”, questionando ainda “até quando a situação provocada pela Covid-19 vai durar”.

Nas intervenções os operacionais analisam as necessidades e dificuldades que possam surgir”, tendo já sido apoiados um total de nove idosos, que não tinham apoio para ir buscar bens essenciais ou medicamentos. Foi ainda dada formação a cuidadores destes idosos para solicitarem medicamentos por telefone ou internet para que não tenham de se deslocar por estes motivos”, referiu o agente de segurança pública.

Os militares têm também conseguido “criar redes de contacto” para o futuro, entre estes idosos e outros parceiros sociais. “Motivo pelo qual o acompanhamento constante é fundamental”, foi defendido.

O tenente-coronel afirma que os militaressão recebidos calorosamente por parte da população idosa no decorrer das ações. Neste período de pandemia, por força do isolamento social, a reação torna-se ainda mais positiva, pois alguns destes idosos apenas receberam a visita da GNR. Alguns deles ainda se encontram mais deprimidos, havendo casos em que necessitam de uma abordagem ao nível psicológico”.

Particularmente nestes casos, a GNR tem em curso o Programa “65 Longe+Perto” o qual visa, através das SPC, em primeira linha, a promoção do contacto com todos os idosos sinalizados, procurando identificar situações que, por força da fase de maior isolamento social, justifiquem uma abordagem ao nível psicológico, para a qual são disponibilizados psicólogos do Centro Clínico da GNR, numa segunda linha de apoio. No distrito do Porto foram, até ao momento, contactados um total de 2178 idosos, 25 dos quais têm merecido acompanhamento psicológico.

Fonte: https://averdade.com/

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus4

(Irá receber um email com o link de download.)