banho

Como deve limpar os acessórios de banho em tempos de pandemia

Descubra quanto tempo consegue o vírus viver na superfície dos artigos domésticos que usamos todos os dias, incluindo os de banho.

Estudos já provaram que a Covid-19 consegue sobreviver em superfícies de aço inoxidável e plástico durante, pelo menos, três dias. No entanto, as investigações para conseguir perceber cabalmente a resistência do vírus em múltiplos itens e superfícies prosseguem. E as dúvidas continuam também a crescer. Uma delas diz respeito à higiene individual e procura responder à pergunta com que frequência devemos lavar os acessórios do banho.

Se é importante tomar banho cada vez que chegamos da rua de modo a prevenir uma possível contaminação, será que o vírus pode sobreviver nos itens de banho como as esponjas, luvas e garrafas de champô?

Sabemos que o novo Coronavírus consegue viver em superfícies de plástico até, pelo menos, três dias. Por essa razão, deve limpar os seus acessórios de banho com frequência, já que grande parte deles são feitos desse material.

É preciso também ter em conta que cada acessório de banho deve ser utilizado por apenas uma pessoa.

É sabido que a melhor forma de proteção contra a Covid-19 é lavar as mãos com água e sabão por 20 segundos. Mas será que isso significa que lavar os acessórios com água e sabão elimina o vírus dos objetos?

Lavar qualquer objeto com sabão – seja uma ferramenta de banho, um brinquedo ou as suas próprias mãos – desinfeta e neutraliza a maioria dos organismos e agentes patogénicos na superfície”. Quem o diz é o médico de doenças infecciosas de Standford, Sudeb C. Dalai, citado pelo blogue norte-americano The Huffington Post.

No entanto, o médico explica que “a humidade dos objetos de banho e o ambiente da casa-de-banho – bem como o facto de que esses objetos são usados para remover as bactérias do corpo – tornam-nos ideais para a criação de bactérias”.

A dermatologista Melanie Palm, citada pelo The Huffington Post diz que a melhor forma de secar os objetos são as toalhas de algodão já que são “menos propensas a albergar o vírus”.

Segundo a dermatologista Rina Allawh, para limpar corretamente os acessórios de banho, deve ser usado sabão antibacteriano ou vinagre após cada uso. A médica recomenda que “depois da lavagem, se pendure o acessório de banho num local fresco para que possa secar completamente, já que deixá-lo no chuveiro húmido, e mesmo com o vapor, pode promover ainda mais o crescimento de bactérias e fungos”, explicou ao The Huffington Post.

campanha

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)