tuberculose

OMS: tratamento da tuberculose não deve ser descuidado

Alerta é feito no Dia Mundial de Combate à Tuberculose

O Dia Mundial da Tuberculose, assinalado a 24 de março, foi definido em 1982, pela Organização Mundial da Saúde, em homenagem aos 100 anos do anúncio da descoberta do bacilo causador da tuberculose, em 1882, por Robert Koch.

Este ano, 2020, a Organização Mundial de Saúde (OMS) pede às autoridades de saúde para não descurarem o tratamento das vítimas de tuberculose, que estão em risco acrescido com a pandemia de Covid-19.

As autoridades de saúde devem manter o apoio aos serviços essenciais para a tuberculose, incluindo durante emergências como a Covid-19”, destaca a organização no Dia Mundial da Tuberculose.

A OMS prevê que “pessoas doentes com tuberculose e Covid-19 poderão ter resultados piores no tratamento, sobretudo se o tratamento da tuberculose for interrompido”.

Este ano, o lema do Dia Mundial da Tuberculose é “Está na altura”, defendendo-se a necessidade de aumentar e garantir o financiamento para o tratamento, combatendo estigmas e salvaguardando os direitos das pessoas.

A tuberculose, salienta a OMS, ainda é a doença infeciosa que mais mata em todo o mundo: em 2018, morreram 1,5 milhões de pessoas, 251 000 das quais com HIV, o que as torna especialmente vulneráveis.

Nesse ano, registaram-se 10 milhões de novos casos, meio milhão dos quais da estirpe resistente aos tratamentos existentes, estimando-se que três milhões ficaram por diagnosticar Em 2019 foram precisos 10 mil milhões de dólares para tratar a doença, mas faltaram 3,3 mil milhões para atingir essa meta.

Fonte: Lusa

campanha

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)