Envelhecimento impõe desafios para o crescimento da economia

Envelhecemos sem sermos ricos o suficiente para a viabilização de investimentos em tecnologias capazes de compensar a transição demográfica em marcha

No começo do passado mês de outubro a população com mais de 60 anos de idade estava prestes a tornar-se superior à de crianças e adolescentes dos zero aos 14 anos. Pela ótica económica, trata-se de fenómeno demográfico inquietante, dado que tem sido atribuído como um dos prováveis limitadores do crescimento.

Isso porque envelhecimento é, por um lado, acompanhado pelo desfasamento entre poupança e investimento, ou seja os recursos são mais direcionados ao consumo. Por outro, a força de trabalho torna-se menor e até mesmo menos produtiva, o que limita a capacidade de expansão da produção. 

O curioso é que Daron Acemoglu, economista do prestigiado Massachusetts Institute of Technology, obteve, recentemente, evidências positivas na correlação entre envelhecimento e variação da renda per capita. O excesso de poupança tem proporcionado em países ricos, nos quais mercados financeiros funcionam bem, investimentos na automação da produção e no desenvolvimento e uso de inteligência artificial (IA), ou seja tecnologia no lugar do trabalho humano.

No século passado, crescemos, em boa medida, devido ao aumento demográfico e à reorganização da força de trabalho na direção de atividades mais produtivas. Agora, a história é outra. Envelhecemos sem sermos ricos o suficiente para a viabilização de investimentos em tecnologias capazes de compensar a transição demográfica em marcha. A possibilidade de implementação de automação e IA em larga escala, no momento, ainda é remota.

Portanto, o desafio reside em aumentar a produtividade do trabalho e a eficiência da economia com o que temos. A primeira requer educação de qualidade, enquanto a segunda exige bom ambiente de negócios. São as reformas em âmbito micro que irão destravar os mercados. A boa notícia é que o diagnóstico está na mesa e o receituário é de conhecimento dos responsáveis pela condução da política económica.

revista dignus

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)