Projeto reduz tempo entre diagnóstico e tratamento do cancro do pulmão

De acordo com os dados apresentados pelo médico António Araújo no Fórum do Medicamento, segundo a agência Lusa, o Centro Hospitalar do Porto reduziu de 103 dias para 76 dias o tempo médio entre a primeira avaliação de doentes e o início do tratamento.

De acordo com os dados apresentados pelo médico António Araújo no Fórum do Medicamento, segundo a agência Lusa, o Centro Hospitalar do Porto reduziu de 103 dias para 76 dias o tempo médio entre a primeira avaliação de doentes e o início do tratamento.

Estes dados respeitam a uma comparação entre o 1.º trimestre de 2018 e o 1.º trimestre de 2019. Também o período entre o diagnóstico e o tratamento apresentou, num ano, uma redução superior a 10 dias: passou de uma demora média de 52 dias para uma demora de 40 dias.

O projeto da “Via Verde do Cancro do Pulmão” foi concebido no Centro Hospitalar do Porto e passou pela definição de períodos de tempo considerados ideias entre os vários fluxos que os doentes têm de percorrer ou passar. Depois foi necessário envolver os vários serviços hospitalares (como radiologia, pneumologia ou meios complementares de diagnóstico) para melhorar o fluxo dos doentes e dos processos.

Deixe uma resposta

Assinatura Dignus

DOWNLOAD GRATUITO

(Irá receber um email com o link de download.)