Campanha alerta para sintomas da fibrose pulmonar idiopática

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e a Respira – Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e outras Doenças Respiratórias Crónicas, com o apoio da Roche e da Lisbon Film Orchestra, encontram-se a promover uma campanha para alertar para os sintomas da fibrose pulmonar idiopática

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e a Respira – Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e outras Doenças Respiratórias Crónicas, com o apoio da Roche e da Lisbon Film Orchestra, encontram-se a promover uma campanha para alertar para os sintomas da fibrose pulmonar idiopática (FPI), uma doença rara, crónica e progressiva, com uma taxa de mortalidade superior à de muitos cancros, mas que poucos ainda conhecem.

A campanha “Com FPI a música é outra” surge no mês de sensibilização para as doenças respiratórias, novembro, e pretende alertar para uma doença que ocorre em doentes em idade avançada, na maior parte dos casos acima dos 60 anos. Os principais sintomas da fibrose pulmonar idiopática são a tosse seca e persistente, fadiga, fraqueza e falta de ar.

De acordo com António Morais, Presidente da SPP, um dos principais desafios desta doença começa com o diagnóstico que, por se tratar de uma doença rara, e apresentar sintomas que podem ser enquadrados noutras doenças mais frequentes, pode demorara até dois anos.

revista dignus

DOWNLOAD GRATUITO

Dignus1

(Irá receber um email com o link de download.)