Tenho um derrame no olho! O que devo fazer?

Se você tem um derrame no olho, então leia este artigo com atenção. Um derrame ocular consiste no aparecimento…

Se você tem um derrame no olho, então leia este artigo com atenção. Um derrame ocular consiste no aparecimento de sangue provocado pelo rompimento de pequenos vasos sanguíneos localizados na conjuntiva ou, não sendo por vezes facilmente observado, o sangue está localizado no interior do globo ocular nomeadamente na cavidade vítrea ou na câmara anterior. É desta forma que habitualmente é caracterizada como um derrame no olho.

Se é verdade que na maioria das vezes esta mancha não provoca alterações na visão, também é importante sublinhar que habitualmente ela é absorvida de forma natural entre 10 e 14 dias. Contudo, existem casos mais graves que obrigam os pacientes a utilizarem compressas geladas ou até mesmo realizarem uma microcirurgia.

Este problema na visão pode surgir de maneira espontânea depois de um episódio de tosse, ter origem em problemas oculares ou ainda ser derivado do uso de medicamentos, aumento da pressão arterial, lesões ou traumatismos.

É importante realçar que esta situação pode afetar pessoas de todas as idades, mas a gravidade do derrame ocular e os respetivos tratamentos derivam de vários fatores, como a localização, extensão e as suas causas.

Tipos de derrames oculares

Existem derrames no olho que correspondem a hemorragias externas, que são mais simples de serem identificadas do que as internas. Elas são também designadas de hemorragia conjuntival ou subconjuntival e acontecem quando um vaso sanguíneo rompe devido a atritos, excesso de esforço ou uso de medicamentos, sendo visível uma ou mais manchas de sangue nos olhos.

Sendo inofensivo, este tipo de derrame ocular habitualmente não necessita de tratamento e costuma desaparecer sozinho após algum tempo.

Por outro lado, existem derrames nos olhos que correspondem a uma hemorragia vítrea, que pode estar relacionada com doenças como Retinopatia Diabética, descolamento da retina ou do vítreo ou traumatismo.

Este tipo de derrame no olho é visualmente impercetível. A visão turva, fotofobia ou dor nos olhos podem corresponder a sintomas da hemorragia vítrea. O tratamento está relacionado com o problema subjacente e a gravidade da situação, mas por vezes é necessária uma intervenção cirúrgica.

Por último, refiro que existe um tipo de derrame ocular designado de hifema, que acontece na câmara anterior do olho, podendo ser provocado por traumatismos oculares. Este caso é preocupante, pois necessita de tratamento urgente de forma a evitar graves prejuízos para a visão.

Causas comuns para o aparecimento de derrame no olho

Existem diversas causas comuns para o surgimento de derrames oculares, como por exemplo:

  • Traumas oculares (que são provocados por ações como coçar ou esfregar os olhos)
  • Tosse e Vómitos
  • Exercícios físicos intensos (como levantamento de peso)
  • Alterações da coagulação sanguínea
  • Cirurgia da pálpebra ou do olho
  • Infeções oculares
  • Picos de pressão arterial
  • Espirros

Um aspeto importante e que por vezes não é valorizado é um derrame no olho pode significar um sinal de problemas de saúde mais graves como a hipertensão arterial ou problemas da coagulação. Caso seja um problema de ocorrência frequente procure o seu médico. Seja qual for o seu caso deve sempre consultar o seu oftalmologista para efetuar um diagnóstico apropriado e realizar o tratamento correspondente.

In www.salgadoborges.com 
Assinatura Dignus

DOWNLOAD GRATUITO

(Irá receber um email com o link de download.)