Contadores de passos incentivam idosos a fazer exercício

De acordo com um estudo da Universidade de Sydney, na Austrália, os contadores de passos são um bom incentivo para os idosos abandonarem o sedentarismo

De acordo com um estudo da Universidade de Sydney, na Austrália, os contadores de passos são um bom incentivo para os idosos abandonarem o sedentarismo.

Os contadores de passos tornaram-se comuns no dia a dia com a popularização de pulseiras, smartwatches e aplicações para smartphones, merecendo diversos estudos por parte de investigadores. Neste sentido foram realizadas 23 experiências onde se compararam e avaliaram a eficácia dos contadores de passos e de outras táticas motivacionais. Este estudo contou com uma amostra de 2700 indivíduos acima dos 60 anos e comprovou que esses dispositivos aumentam o nível de atividade física dos idosos, sendo que a sua utilização foi associada a 1558 passos extra por dia, em média.